Os cigarros ilegais atingiram um patamar alarmante em 2018.

De acordo com um levantamento feito pelo Ibope cerca de 47% de todos cigarros que circulam em Rondônia são contrabandeados, vindos do Paraguai.

Esse volume equivale a cerca de R$ 14 milhões que os cofres públicos do estado deixaram de arrecadar em ICMS.

A pesquisa indica também que, pela primeira vez desde 2011, a evasão de impostos no país que deixam de ser recolhidos em função do mercado ilegal de cigarros (R$ 11,5 bilhões) será maior do que a arrecadação (R$ 11,4 bilhões).

O valor que deixa de ser arrecadado é 1,6 vez superior ao orçamento da Polícia Federal para o ano, e poderia ser revertido para a construção de 121 mil casas populares ou 6 mil creches.

O mercado ilegal deste produto no Estado atingiu 161 milhões de unidades de cigarros e movimentou aproximadamente R$ 26 milhões.

De acordo com estimativas da indústria, 89% do aumento do mercado ilegal de cigarros, entre 2014 e 2017, concentraram-se em 10 municípios: Porto Velho, Ariquemes, Ji-Paraná, Rolim de Moura, Cacoal, Jaru, Vilhena, Ouro Preto do Oeste, Candeias de Jamari e Buritis.

Na região Norte do país, 73% dos estabelecimentos que vendem cigarros também comercializam o produto contrabandeado, ou seja, cerca de 7.300 mil bares, padarias, mercados e bancas de jornal – além dos ambulantes.

Dominado por quadrilhas de criminosos, o contrabando de cigarros é fonte de financiamento para outros crimes como o tráfico de drogas, armas e munições.

Em 2018, as duas marcas mais vendidas no país são contrabandeadas do Paraguai: Eight, campeã de vendas com 15% de participação de mercado, e Gift, com 12%. Outras duas marcas fabricadas no país vizinho compõe a lista dos 10 cigarros mais vendidos: Classic e San Marino (ambas com 3% de mercado).

A pesquisa ainda aponta que o mercado ilegal de cigarros atingiu um patamar inédito no Brasil. O principal estímulo a esse crescimento é a enorme diferença tributária sobre o cigarro praticada nos dois países.

 

Texto: Assessoria

Foto: Ilustrativa

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO