Japonês em “peregrinação” nos ministérios

Em busca de recursos para diversos projetos, o prefeito de Vilhena, Eduardo Japonês (PV) esteve em Brasília (DF), nesta semana, na companhia de secretários municipais.

Em reuniões nos Ministérios da Saúde, das Cidades e em gabinetes de senadores, deputados e autoridades nacionais, Eduardo conseguiu a confirmação do senador Ivo Cassol (PP) da destinação de uma emenda de R$ 1,2 milhão para custeio da Saúde em Vilhena.

O valor permite compra de medicamentos e materiais para manutenção das atividades do Hospital Regional de Vilhena. O recurso é do tipo Incremento PAB (Piso da Atenção Básica) e poderá ser utilizado para a aquisição de remédios que servirão por vários meses na unidade.

A expectativa é que o recurso seja depositado na conta da Prefeitura ainda este ano. “Fiquei surpreso com a rapidez com que o senador disponibilizou esse recurso, mostrando seu compromisso com a cidade neste momento. A Saúde precisa de valores externos pois o orçamento próprio da Prefeitura, infelizmente, não é suficiente. Temos o prazer de contar com parlamentares preocupados com isso”, explica Eduardo.

“Vilhena é uma grande cidade e precisa de grandes amigos para ficar cada vez melhor. Estou atento às necessidades da Saúde vilhenense e, além do aparelho de ressonância magnética, tenho agora o prazer de destinar essa emenda também”, explicou Cassol.

Cadastrada no sistema sob n° 36000.2381912/01-800, a emenda está registrada para o ano de exercício de 2018. Se o depósito acontecer ainda neste mês, poderá representar um alívio para os cerca de 9 mil atendimentos.

 

Texto e foto: Assessoria

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO