Aquela era uma indústria metalúrgica, que fazia furos de precisão, em blocos de motores automobilísticos. Possuía sofisticadas máquinas importadas, empregando 25 funcionários. Era uma empresa familiar, onde o sócio majoritário acumulava as funções de diretor geral e diretor de vendas.

Certa ocasião discutimos o orçamento anual. Depois de algumas reuniões definimos, de comum acordo, o volume da receita mensal e anual. Então eu disse ao Egberto: Se você garantir o atingimento dessas metas de venda, eu, como seu consultor, garanto a lucratividade da empresa, bem como a disponibilidade do lucro no caixa da empresa. E complementei: Se trabalharmos em equipe e a empresa for bem sucedida, daremos ao presidente um prêmio: a empresa pagará para você, sua esposa e as duas filhas casadas, 30 dias de férias numa praia de Santa Catarina, à sua escolha.

Quando chegou meados de dezembro daquele ano, durante uma reunião de diretoria, afirmei aos presentes: atingimos nossas metas, o dinheiro (para custear sua viagem) está no banco, agora escolha a data e vá .

Confesso aos empresários, administradores e gerentes que me leem: aquele foi um dos dias felizes, mais marcantes e mais gratificantes de minha vida profissional.

A administração empresarial traz consigo desafios, lutas, dificuldade de toda a ordem. Pode não ser fácil administrar uma organização, na atual conjuntura. Contudo, a satisfação experimentada de vencer obstáculos, de ir até o limite de nossa capacidade, de ver a empresa atuando como uma equipe unida e harmoniosa, de envolver pessoas nesse desafio, de ver a conquista do mercado ponto a ponto, tudo isso é grandioso, apaixonante, compensador.

Constatar, ao final de um ano de trabalho duro, que as metas foram atingidas, é um prazer imenso e indescritível, o qual não se mede com palavras elogiosas nem com presentes natalinos.

A recente posse do novo presidente da república e a fala de seus ministros  escancarou perante os olhos da nação as grandes e promissoras transformações que iremos experimentar com brevidade. Todos os escalões do governo estão ansiosos por trabalhar, produzir, corrigir o que está errado, tomar medidas inovadoras e corretas. Basta de erros, manipulações, incompetência.

Este ano será o ano do reencontro do Brasil com seus valores e crenças, com o trabalho e a ética, com a família e Deus, também marcará o início do processo de recondução do Brasil a voltar a ser a 5ª ou 4ª maior economia do mundo. Cabe aos agentes econômicos concretizar esses sonhos.

As empresas brasileiras precisam, de igual forma, se reencontrar com seus clientes, se reencontrar com a austeridade e eficiência, se preocupar em ampliar seu mercado e incentivar a livre concorrência. Sim precisamos ampliar a base da pirâmide, ganhar menos por unidade vendida, porém ganhar mais devido a um número maior de clientes e vendas físicas superiores.   

Por todas estas coisas convido-o a se integrar a esse processo. Vamos trabalhar com afinco e em equipe, porque sozinhos não iremos a lugar algum. Eu creio nisso !

Texto: Humberto Lago/Consultor Empresarial

Foto: Arquivo Extra

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO