Evandro Padovani

O vilhenense Evandro Padovani (PSL), secretário estadual de agricultura (Seagri), “escapou”  – por enquanto – de uma séria punição, após pagar multa imposta pelo Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE).

O fato aconteceu no início de 2018, quando ele comandava a pasta na gestão do ex-governador Confúcio Moura (MDB).

Padovani e outros servidores da Seagri foram arrolados à ilegalidade constatada por equipe técnica do TCE na realização de licitação, através de pregão eletrônico, para contratação de 430 maquinários, entre tratores e tanques de leite, informa decisão divulgada nesta sexta-feira, 11, no Diário Oficial Eletrônico do TCE.

Após representações formuladas pelas empresas Guaporé Máquinas e Equipamentos Ltda e Mamoré Máquinas Agrícolas Ltda, o pregão foi anulado “pelas irregularidades insanáveis no presente estágio do certame” e os envolvidos multados em R$ 1.620,00.

Conforme decisão proferida em 25 de setembro de 2018, o presidente do TCE, Valdivino de Souza, determinou que a administração estadual anule os atos do pregão e alertou para que tome as providências pertinentes para que as ilegalidades identificadas na representação não se repitam.

Ainda, enviou cópia ao Ministério Público (MP) para que possa deliberar sobre a possível concretização de crimes.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia


COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO