O Extra de Rondônia teve acesso ao balanço geral dos trabalhos realizados pelos agentes do Serviço de Identificação e Captura (Sevic) da Polícia Civil, que apesar de contar com um número de efetivo muito abaixo do necessário para a demanda dos municípios de Vilhena, Chupinguaia e seus distritos, fechou o ano de 2018 apresentado números favoráveis.

De acordo com os dados fornecidos a reportagem do site pelo delegado regional Fábio Campos, nos 12 meses do ano de 2018, 1.420 investigações, que incluem os mais variados tipos de crimes, foram concluídas e os inquéritos remetidos ao poder judiciário.

Além de 878 autos de prisões em flagrante, possibilitados através de melhorias nas tecnologias, onde é possível a realização dos mesmos por vídeo conferência, os agentes de polícia do Sevic deram cumprimento a mais 158 mandados de prisões.

Por fim, foram emitidos durante o decorrer do último ano, 370 medidas protetivas para vítimas de violência doméstica.

De acordo com Fábio, os números são satisfatórios, pois hoje a Polícia Civil de Vilhena conta com um número bem reduzido de investigadores, se comparado ao que tinha em 2005 e mesmo assim, a qualidade dos trabalhos realizados, que chegam a quase quatro elucidações por dia, não caiu apesar do aumento nos registros de crimes.

Texto e foto: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO