O veículo Toyota Corola, de cor bege, de propriedade de Pergentino Leopoldino da Silva, que foi morto em um latrocínio ocorrido na última segunda-feira, 21, em Cerejeiras, foi apresentado à Polícia Civil de Vilhena, por um dos compradores.

De acordo com informações colhidas pela reportagem do Extra de Rondônia com um dos agentes de polícia que atuou na recuperação do veículo, após ser intimado a prestar depoimento sobre os motivos de estar em posse do referido automóvel, um morador de Vilhena, de 41 anos, apresentou o carro na delegacia e alegou ter comprado o mesmo do dono de um ferro velho, localizado na cidade onde o crime ocorreu, que ainda segundo a polícia, teria adquirido através do neto da vítima, que é o principal suspeito do crime.

Pergentino, que morreu devido ter sofrido um golpe na cabeça desferido pelo neto e um comparsa, que tinham a intenção de roubar o referido carro, tinha 81 anos e criou o suspeito desde criança, quando os pais do mesmo faleceram.

Texto e fotos: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO