Queimada 728×90

 

Um coronel da Polícia Militar recebeu voz de prisão de um advogado na tarde desta terça-feira, 29, por abuso de autoridade, devido ter prendido um agente penitenciário do presídio Pandinha de Porto Velho, por desobediência.


De acordo com informações repassadas a reportagem do Extra de Rondônia pelos próprios agentes, o advogado da categoria entendeu que o coronel estava agiu com abuso de autoridade ao dar voz de prisão ao servidor, que se negou a prestar esclarecimentos sobre um determinada situação ocorrida  no presídio.

Diante  dos fatos, tanto o agente quanto o militar foram encaminhados para a delegacia para prestarem esclarecimentos.

Em contato com o vice presidente do Singereperon, Claudinei Costa de Farias, a reportagem do site foi informada de que a conduta do militar foi inadequada, devido o mesmo não ter o direito de exigir que o servidor preste esclarecimentos sobre qualquer situação que seja, sem a abertura de um processo administrativo e intimação legal.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Reprodução

saude 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO