Na tarde de domingo, 17, uma mulher de 36 anos abordou uma guarnição da Polícia Militar de Vilhena, alegando que sabia onde estava seu veículo que havia sido furtado no dia anterior.

De acordo com o registro da ocorrência, um menor de 16 anos, entrou em contato com o filho da vítima informando o paradeiro do veículo, que de fato foi localizado pela PM em uma casa abandonada, na Rua 914, no Setor 9.

Quando foi encontrada, a motoneta honda biz de cor vermelha, já estava sem placa, retrovisores e parte da carenagem da frente, sendo conduzida até a Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) para o registro da ocorrência de recuperação.

Já na delegacia, a vítima recebeu uma ligação de seu filho dizendo que mais uma vez, o menor que havia informado o local onde a motoneta estava escondida, entrou em contato afirmando que iria devolver as peças que faltavam no veículo.

Diante da informação, os militares acompanharam as vítimas até a residência do menor, que de fato devolveu os retrovisores e parte da carenagem, menos a placa.

De acordo com o pai do menor, um jovem de nome Thiago havia ido até sua casa na noite anterior e oferecido o referido veículo pelo valor de R$ 1.200,00, no entanto, o negócio foi negado e o suspeito foi embora com a motoneta.

Já Thiago, de 32 anos, que foi localizado em sua casa, relatou que um tal de “Noelzinho” havia pedido para ele guardar a motoneta e em seguida ido embora para a cidade de Porto Velho.

Ainda segundo Thiago, quando descobriu que o veículo era produto de furto, conduziu o mesmo até imóvel onde foi localizado e que fica a cerca de 100 metros de sua casa.

Diante dos fatos os envolvidos foram apresentados na delegacia para serem tomadas as devidas providências.

 

Texto e fotos: Extra de Rondônia

 

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO