Após um princípio de motim registrado na noite de segunda-feira, 25, no presídio de Cerejeiras, agentes penitenciários localizaram armas e garrafas plásticas com resquícios de bebidas alcoólicas artesanais, na cela 02, onde ocorreu o tumulto.

Segundo informações do direito de segurança da unidade, no dia dos fatos, os presos estavam muito alterados e se negaram a obedecer às ordens dos agentes para diminuir o volume da TV e pararem de gritar.

Devido a recusa dos apenados, foi interrompido o fornecimento da energia elétrica, o que causou ainda mais revolta nos arruaceiros, que começaram a chutar a porta da cela.

Diante dos fatos, os agentes entraram na carceragem e exigiram que os presos saíssem da cela, porém, a ordem não foi acatada e como os carcereiros resolveram entrar, os presos resistiram fazendo uma barricada com colchões, sendo necessário o uso de munição antimotim.

Na incursão, três presos e um agente ficaram feridos.

Após o deslocamento dos presos para a quadra onde é feito o banho de sol, foi realizada uma revista na cela e encontrado dois “chuchus” (arma artesanal pontiagudo), um pendrive e garrafas pets com restos de bebida alcoólica.

As garrafas eram usadas para fermentar frutas e fazer a bebida, que é chamada pelos apenados de “Maria Louca” e que deixou dois deles visivelmente embriagados.

Após a revista os presos retornaram para a cela, que teve os aparelhos de som, tv e ventiladores retirados.

Já os feridos foram conduzidos ao hospital São Lucas e depois levados para a cela de isolamento.

As visitas dos presos que se envolveram na confusão, foram suspensas pela direção por tempo indeterminado.

Texto e fotos: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO