Um grupo de servidores da Secretária Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) paralisou as atividades na manhã desta quinta-feira, 28, em protesto por baixos salários em Vilhena.

De acordo com um dos representantes do movimento, Telson Yuri, os servidores dos roçadeiros estão há dois anos sem ter reajuste salarial.

Segundo ele, desde a gestão da ex-prefeita Rosani Donadon (MDB) prometeram ao grupo que os salários seriam reajustados, porém não aconteceu. O atual prefeito, Eduardo Japonês (PV), também teria feito a mesma promessa, mas só ficou no papel.

“Só prometem. O secretário disse que está correndo atrás e o prefeito vai conversar com os vereadores. Isso só fica no papo. Será que o prefeito e o secretário não se importam com a gente que recebemos R$ 877,00 por mês? Muitas vezes com esse salário compramos óculos de proteção e botinas porque a Semosp  não tem equipamentos no estoque”, denunciou Yuri.

Se apresentando como porta-voz da Semosp, o servidor Luís Henrique Viera disse que o reajuste salarial desses servidores  se arrasta desde a gestão do ex-secretário de Obras, Josué Donadon, que teria se reunido com o grupo prometendo aumentar os salários, e não cumpriu.

Ele defende o mandatário vilhenense. “Assim que o prefeito Eduardo Japonês tomou posse, passou a assumir essa ‘bomba’, tendo inclusive a equipe reduzida. Eles mesmos são testemunhas que prefeito pediu um prazo, já que há um projeto que será apreciado pela Câmara de Vereadores, visando a readequação dos salários desses servidores. É  preciso esperar uma resposta dos parlamentares, o que não sabemos quando será”, salientou.

 

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO