Queimada 728×90

Foto: Divulgação

A questão é ideológica. Apenas isso! A hipocrisia com que os governos do PT e aliados trataram a questão do assassinato de mulheres, é a mesma que tenta transformar  uma vereadora do Rio de Janeiro, morta brutalmente, em heroína e não  na pobre vítima que ela realmente foi.

Mas numa heroína nacional, porque isso encaixa no discurso petista/idiota. Além de forçar a transformação de um homicídio em feminicídio, criando uma nova linguagem, como se só isso fosse resolver o problema da violência histórica do machismo brasileiro, o que mais fez essa gente que se especializou em roubar o país e deixar a população à própria sorte?  A forma óbvia de reduzir a matança indiscriminada de mulheres é mudança radical nas leis, que obriguem o condenado a cumprir pelo menos, por exemplo, três quartos da pena, para só então ser beneficiado por saídas temporárias, por redução de pena e essas excrescências todas, que tornaram o sistema penal brasileiro numa festa para criminosos de todos os tipos. O brutal crime contra uma professora indefesa, em Candeias, neste final de semana, foi só mais uma prova cabal disso.

O matador, foi preso pouco antes por agredir e ofender sua ex mulher. Detido, teve que ser solto horas depois, protegido por essas leis que abrigam bandidos e que os petistas se esforçaram para criar. Saindo da cadeia, o assassino foi lá e terminou seu “trabalho” .

Sem punição exemplar, jamais conseguiremos acabar com esse tipo de bestialidade. Mas a mídia mentirosa e falsa, que tenta manter no poder a ideologia derrotada nas urnas, continua se fazendo de besta, quando o assunto vai contra aquilo que os jornalistas que produzem as notícias. Querem, apenas, divulgar o que pensam, não importa se real ou não, apresentando reportagens inócuas e falsas.

Exemplo: encontros de homens agressores de mulheres que, na base da conversa, teriam sido convencidos a  não repetir seus atos. Descerebrados! Fazem essas besteiras, para tentar transformar a sociedade e a idiotizar. É a mesma farsa que criam  quando incentivam passeatas pela paz, todos de branco. Só que não combinam com os bandidos, que continuam matando e trucidando as crianças, os jovens, os idosos, as mulheres. A esses criminosos,  que são cruéis e covardes, a morte de suas mulheres ocorrem porque eles não  suportam a ideia de serem os canalhas que são e serem desprezados, como merecem. Esses animais travestidos de homens matam três mulheres por dia no Brasil e o fazem porque não são punidos exemplarmente.

Porque não apodrecem na cadeia. Porque sabem que daqui a pouco tempo estarão soltos, nas ruas, de novo. A professora assassinada em Candeias não foi vítima só desse canalha, um ser nojento e inominável. Foi vítima também da demagogia, da ideologia destrutiva, da falta de respeito  com ela e todas as mulheres, praticadas por uma sucessão de governos que se especializaram apenas em roubar os cofres púbicos e fazer belos discursos. Que vão para o inferno, junto com os assassinos de mulheres!

UMBERTO E OS IDIOTAS DAS REDES SOCIAIS

Os ignorantes das redes sociais (segundo o escritor italiano Umberto Ecco, a internet deu voz aos idiotas!) começaram a cobrar do delegado do caso, pelo fato de ele ter deixado solto o bandido que, pouco depois, voltou a atacar e matar a ex mulher, a professora Joselita Félix da Silva, além de ferir gravemente o ex sogro, em Candeias do Jamari.

Só obscuros descerebrados, que nada conhecem, mas são especialistas em dar pitaco em tudo, como se gênios fossem, poderiam escrever tais absurdos. O criminoso foi preso em flagrante quando atacou a mulher a primeira vez e teve sua prisão decretada. O delegado fez o máximo que poderia fazer, dentro dessa lei obtusa e covarde que assola nosso país: arbitrou uma fiança de 4 mil reais.

Ora, a partir do momento em que o preso pagou o valor arbitrado, ele passou a responder em liberdade. O que mais o policial poderia fazer? Atirar no bandido? Convenhamos: quem não sabe o que está dizendo, que não fique falando e escrevendo asneiras. Se todos protestassem contra as leis que protegem bandidos e NÃO VOTASSEM em quem protege bandido, não precisariam estar indo para as redes sociais exporem sua ignorância. Lamentável!

NAZIF E NETTO: É A VELHA POLÍTICA

Na contramão dos interesses maiores do país, o deputado federal Mauro Nazif, ainda um apaixonado pela República Sindicalista, atua pensando apenas nos votos dos servidores públicos, não importa o que isso represente para eles e para o país. Nazif e os sindicalistas querem que o Brasil mude, mas que só os outros façam sacrifícios. Nazif é o resumo do atraso na política.

Tem feito várias reuniões, certamente sempre de olho nos votos do funcionalismo, para arregimentar forças contra a reforma da previdência. Se o país quebrar? Ora, isso é apenas um detalhe. O importante para o parlamentar e outros que pensam como ele, é manter tudo como está, mesmo que isso represente a bancarrota da Nação. Se Nazif  não surpreende com essa posição retrógrada, pior é o caso do jovem parlamentar Expedito Netto.

Em sua campanha, ele garantiu que votaria contra as reformas. Manteve sua palavra. E isso que entristece ainda mais quem sonha com um país melhor. Quando um jovem parlamentar usa seu mandato para manter a velha forma de fazer política, tira da gente um pouco de esperança de que as coisas realmente vão mudar. Lamentável!

O ESQUISITÃO SERÁ PRIVATIZADO

Até que enfim uma boa notícia sobre o aeroporto de Porto Velho, que hoje é pouco mais que uma rodoviária para aviões. O Esquisitão, cujo nome oficial é Jorge Teixeira (homenagem correta, mas que não faz jus à competência e a importância do homenageado), vai ser privatizado em meados do ano que vem. Certamente uma das primeiras excrescências que terão fim é a proibição dos visitantes de enxergarem as aeronaves que estão no pátio, algo certamente inédito no mundo todo, onde os aviões atraem grande número de visitantes a todos os aeroportos, mesmo os menores do Planeta.

A má qualidade dos serviços, o ar condicionado que funciona só eventualmente, os preços abusivos cobrados na área da alimentação, são questões de hoje que poderão ser rapidamente resolvidas na privatização, já que não se precisará enfrentar a burocracia infernal dos serviços aéreos controlados pelo Estado, onde tudo é feito para não funcionar e explorar ao máximo possível o cliente/consumidor. Os aeroportos de Manaus, Boa Vista, Acre e outros da região também entram na lista dos privatizáveis. Desses, pela importância estratégica e pela grandeza da Capital que o abriga, o pior é, sem dúvida, o de Porto Velho. Espera-se que os futuros donos do Jorge Teixeira não venham também apenas para tirar a pele dos passageiros e visitantes, como o é agora.

A PONTE VAI TRAZER BOLSONARO

Se não houver mudança de agenda, Rondônia vai receber a primeira visita oficial do presidente Jair Bolsonaro no segundo semestre deste ano. Tudo ainda depende de detalhes, como a conclusão dos 5 por cento que faltam da ponte sobre  o rio Madeira, na Ponta do Abunã, ligando por terra, pela primeira vez, os estados de Rondônia e Acre e, ao mesmo tempo, possibilitando a ligação com o Pacífico.

Bolsonaro virá entregar oficialmente a nova ponte, ao lado dos governadores Marcos Rocha, de Rondônia e Gladson Camelli, do Acre. A obra está na reta final, faltando ainda detalhes de conclusão do último trecho sobre o rio e os acessos, que ainda estão sendo discutidos entre o Dnit e a empresa responsável pela construção. Com um custo aproximado de 160 milhões de reais, essa ponte será sem dúvida uma das maiores obras já realizadas na região, em função da  ligação estratégica que representará.

O dinheiro necessário para a conclusão está disponível e nem a cheia do Madeira tem prejudicado a evolução dos trabalhos. Bolsonaro, que está nos Estados Unidos até essa quarta-feira, já teria confirmado aos governadores dos dois Estados do norte que quer vir para a inauguração. Agora, resta aguardar pela agenda Presidencial.

O APOIO DO PRESIDENTE DO TJ

A greve dos agentes penitenciários foi suspensa temporariamente, os profissionais voltaram ao trabalho e aos negociações com o governo foram retomadas. Há perspectiva de acordo, sim. A situação, que chegou a ficar perto do risco de confronto, foi contornada com diálogo de ambas as partes.

A participação efetiva da diretoria do sindicato dos agentes e do coronel Raulino, secretário executivo do governador Marcos Rocha, foram importantes. Há que se destacar também a atuação, no episódio, do presidente do Tribunal de Justiça do Estado, desembargador Walter Waltenberg Junior. Ele ofereceu inclusive o Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) para mediar o conflito entre o Singeperon e o Executivo, para apoiar a volta do diálogo. Waltenberg afirmou que esse é um caminho rápido e seguro para que o acordo feito entre Governo e Sindicato, até agora não efetivado, comece a ser concretizado. Preocupado com o Estado, o presidente do TJ mais uma vez deu demonstração que, além de um  magistrado competente e dedicado, também é um cidadão que se preocupa com sua terra.

O CASO DO ATENTADO AO PRESIDENTE

Bons ventos estão soprando para o esclarecimento de grandes crimes no Brasil. Depois de todo o aparato policial, do Ministério Público e da Polícia Federal, utilizados para descobrir os assassinos da quase desconhecida vereadora carioca Marielle Franco, certamente uma força policial muito melhor e maior deve estar sendo mobilizada, para descobrir toda a trama por trás do atentado quase mortal contra o presidente da República, então candidato, Jair Bolsonaro. Quando ele foi ferido a faca no meio da multidão, em Juiz de Fora, de imediato ficou claro que era um atentado político, para assassinar o líder nas pesquisas para a corrida Presidencial e o único candidato que representaria, de vez, uma pá de cal em cima da esquerda e seus apaniguados, que queriam se eternizar no poder.

Imediatamente, antes de qualquer investigação mais profunda, a mídia correu para anunciar que o criminoso era um doente mental e que agira sozinha. Mesmo com vários indícios de que alguém o estava patrocinando (pagou caro por uma pousada, tinha computador, quatro celulares , viajara de avião e foi representando por advogados que cobram fortunas, entre outras provas), até hoje há, de parte da mídia, dos opositores, de parte da polícia e do Ministério Público, a clara intenção de colocar o caso no rol dos assassinos solitários. Como agora a tendência é que as instituições comecem a ser desaparelhadas, quem sabe não se descobre toda a verdade, como se descobriu no caso Marielle, esclarecido com tanto afinco e dedicação?

PREVENÇÃO AO TERROR NAS ESCOLAS

A tragédia de Suzano repercutiu também em Rondônia e na Assembleia Legislativa. Num encontro nessa segunda, com o secretário de Educação do Estado, Suamy Vivecananda, o presidente Laerte Gomes e os deputados Jair Montes e Cássia Muleta, trataram da criação de um Plano Estratégico de Segurança, para as escolas públicas do Estado.

Laerte Gomes lembrou o pavor do país ante os atos de terrorismo praticados contra crianças, matando várias delas, além de adultos, deve colocar todas as autoridades rondonienses em estado de alerta. Uma das sugestões é criar uma estrutura que permita a utilização de PMs da Reserva, para que eles possam ser convocados e integrados a um comando policial, com a missão exclusiva de garantir a segurança interna nos estabelecimentos de ensino.

Outras alternativas dentro deste contexto também foram debatidas, já que a ideia ainda é embrionária e certamente precisará dar os primeiros passos em breve, para que se prepare uma estrutura de apoio, permitindo que seja criada uma estrutura de segurança nas escolas e proteção às crianças. Certamente o problema é sério e necessita de medidas preventivas, mas, mais que isso, precisa de um esquema de segurança que  não permita que o horror chegue também aos nossos educandários. Laerte diz que a prioridade é manter a paz nas escolas.

PERGUNTINHAS

Você acredita em Coelhinho da Páscoa? Em Papai Noel? Na Mula Sem Cabeça? No Saci Pererê? Na tese de que o bandido que tentou matar Bolsonaro agiu sozinho?

 

segurança – 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO