Esse é o Plano – 728×90

 

Opinião de primeira/Foto: Ilustração

Pelo calendário oficial, os 100 dias do novo governo se completam nessa quarta, 10 de abril. Mas o Governo vai mesmo mostrar o que mudou; o que realizou; as obras feitas e em andamento; a reformulação estrutural da administração do Estado; os cortes já feitos e os que o serão; as principais realizações projetadas para este primeiro ano e muito mais informações, a partir desta próxima terça.

Daqui a uma semana, no Palácio Rio Madeira/CPA. A presença confirmada (ao menos até agora) do ministro da Justiça, Sérgio Moro, uma das mais famosas e bem quistas figuras do Brasil de hoje, será uma atração especial a mais, quando o Coronel que lidera o Estado comandará uma entrevista coletiva, para anunciar o que fez, seus planos realizados e a realizar e os avanços que pretende implementar no Estado, depois dos primeiros três meses e 15 dias de administração.

As medidas que serão anunciadas e os inúmeros projetos, estão guardados a sete chaves. Ouve-se aqui e ali que alguns números vão realmente surpreender. Não há, ainda, qualquer informação oficial sobre o assunto, mas teria escapado, nos corredores da alta cúpula palaciana e ouvido por gente bem informada, que nesse curto período, o novo Governo teria feito uma economia aos cofres públicos, com os cintos super apertados, de algo próximo a 200 milhões de reais. Pode-se colocar a equipe de Rocha no pau de arara, porque nem assim alguém confirmaria a informação.

Mas os números, se não forem esses, estariam ao menos perto. O que se saberá, em detalhes, é que, se essa informação for mesmo concreta, de que forma se conseguiu essa façanha e se isso representou uma economia real ou apenas foi conseguido porque os investimentos que deveriam ter sido feitos não o foram.

O encontro dos 106 dias, semana que vem, vai abrir, na verdade, uma série de ações que fariam parte de uma extensa programação, que vai continuar por mais uns 10 dias, onde cada setor, depois do grande encontro de terça que vem, detalhará ainda melhor suas ações até aqui e as principais metas para curto, médio e longo prazos. Por enquanto, praticamente tudo o que está sendo organizado o é da porta para dentro. Inclusive o volume de informações sobre realizações do governo, no dia a dia, tem sido menor do que o normal, porque as grandes notícias estão sendo guardadas para o grande encontro da próxima semana.

Há, a partir do próprio Governador e de praticamente todo o seu secretariado, um otimismo em relação à superação dos problemas mais graves do Estado e, ao mesmo tempo, de um novo tempo de crescimento e desenvolvimento. Será que tudo isso é real? Espera-se que sim, mas só se terá certeza quando Marcos Rocha e seu time começarem a falar publicamente sobre o que fizeram nesse pouco tempo (até agora) e o que pretendem fazer, daqui para a frente. Até lá, só expectativa.

TRAÍDO PELO CORAÇÃO

Fumante inveterado, o prefeito Hildon Chaves levou um susto essa semana. Fez um exame do coração (um cateterismo, que é um procedimento médico feito para identificar e tratar doenças cardíacas)  e, embora essa segunda informação não tenha tido confirmação de nenhuma fonte oficial, teria recebido também um stent. Para se entender, um  stent é um pequeno e expansível tubo tipo “malha”, feito de metal como aço inoxidável ou liga de cobalto.

Os stents são utilizados para restaurarem o fluxo sanguíneo na artéria coronária e trazerem um ritmo quase normal ao coração. O Prefeito viajou para o tratamento e deve estar de volta em breve, sem qualquer problema de saúde, já que o que foi detectado, ao menos pelas informações que se ouviu nos bastidores, não traz qualquer preocupação em relação ao rápido e total restabelecimento. Ele vai conviver, contudo, a partir de agora, com um pesado patrulhamento, para que abandone de vez o cigarro, o maior e mais poderoso inimigo do coração.

Há sete anos, esse jornalista também fez um cateterismo, sob os cuidados do jovem e competente cardiologista Daniel Mugrab. Desde aquela 12 de agosto de 2012, nunca mais colocou um cigarro na boca, embora fumasse quase dois maços por dia. Será que o Prefeito vai seguir o exemplo?

QUEM COMANDARÁ A CASA CIVIL?

Quem será o novo chefe da Casa Civil? O governador Marcos Rocha vai buscar essa figura de grande importância no contexto da administração entre seus companheiros de primeira hora ou trará alguém de fora da turma palaciana, para a complexa missão? A resposta ainda não se sabe.

O que é certo é que o secretário Pedro Pimentel, acumula a Casa Civil e, agora, da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão, a Sepog, que ele dirigiu ou participou, como adjunto, durante longo período, no governo de Confúcio Moura. Pimentel está contando os dias para que o Governador anuncie o novo titular da Casa Civil, para que ele possa se dedicar totalmente à Sepog, área que domina muito bem e onde sempre trabalhou com grande sucesso.

Se dependesse apenas de um desejo de Marcos Rocha, ele gostaria mesmo que Pimentel ficasse nas duas áreas, mas, o que se sabe é que é impossível que isso aconteça, afora um curto período de interinidade. Se o novo nome escolhido vier do time de Rocha, será certamente um dos militares da sua confiança, que estão com ele no Palácio ou alguém importante dentro do seu partido, gente que o acompanhou em toda a campanha, desde a primeira hora. Pode haver surpresa, contudo. Fala-se no nome de um deputado, muito bem quisto entre seus pares, que poderia ocupar a Casa Civil. A decisão final pode demorar ainda alguns dias.

SAI UM NOME ESQUISITO, ENTRA OUTRO

Quem é o novo ministro da Educação? Sai um ministro com nome que de brasileiro nada tem, o colombiano Ricardo Vélez Rodriguez (com z no fim) e entra em seu lugar outra figura com nome complicadíssimo: Abraham Bragança de Vasconcellos Weintraub, um judeu brasileiro de grande conceito. Weintraub é professor  da Unifesp, e especialista em questões previdenciárias, mas passou praticamente toda a sua carreira atuando no mercado financeiro.

Formado em Ciências Econômicas  pela Universidade de São Paulo, ele é também Mestre na área de finanças, pela Fundação Getúlio Vargas.  Currículo na economia o novo ministro tem, Mas e na Educação? Weintraub é considerado um excelente gestor. Mas isso basta para fazer a revolução no ensino, que tanto o Brasil precisa? Jair Bolsonaro já queimou seu primeiro trunfo, colocando no MEC, um dos principais Ministérios, alguém que ainda fala um Português atrapalhado.

Vélez Rodriguez cometeu uma sucessão de besteiras, muito longe do que se poderia esperar de um titular da Educação nacional. Agora, com o novo comandante pode-se esperar coisa melhor? Certamente o MEC terá uma gestão excelente, com cuidados nos investimentos e lisura em todas as ações. Mas e a qualidade do ensino? Quando saberemos, nesse quesito vital, a que veio Abraham Weintraub?

MAIS 50 FORAM TRANSPOSTOS

Finalmente, uma boa notícia em relação à transposição dos servidores do ex Território para a folha de pagamento da União.  Depois de um longo tempo, quando os que esperam serem transpostos recebiam apenas  péssimas decisões (a última foi a da Controladoria Geral da União, que determinou a paralisação dos processos), mais 50 nomes foram aprovados, para ingressarem nas fileiras da União. O Departamento de Gestão Corporativa, do Ministério da Economia, confirmou as cinco dezenas de servidores no Diário Oficial da União.

A Portaria com o deferimento em favor de um pequeno grupo de servidores, torna-se importante na medida em que todas as decisões da transposição estavam paralisadas. Membros da bancada federal comemoram a novidade, já que vários deles fizeram pressão junto aos organismos federais, para que não houvesse paralisação dos processos. O que está faltando ainda é uma ação mais efetiva do Governo do Estado, cobrando de Brasília que os processos dos rondonienses, que estão aptos a ingressaram nos quadros federais, o sejam rapidamente. Para se saber os nomes dos 50 beneficiados, publicados no Diário Oficial, basta acessar (AQUI).

TRÂNSITO INFERNAL E SEM SOLUÇÃO

O trânsito volta a matar e a aleijar. Num só fim de semana e apenas contando Porto Velho, houve pelo menos três mortes e o número de feridos passou de uma dezena. Praticamente todos os que sobreviveram tiveram ferimentos graves e alguns terão sequelas para a vida toda. Num dos acidentes, a motorista foi ultrapassar um caminhão numa curva fechada da BR 364. Deu de frente com outro, em sentido contrário. Uma pessoa no carro morreu e ela, quem dirigia, está internada com gravíssimos ferimentos.

Noutro, um bêbado dirigindo uma camioneta matou um motociclista, logo depois da ponte sobre o rio Madeira, no bairro da Balsa. Um homem e duas mulheres numa moto, sofreram grave acidente. Todos os três foram para o João Paulo II, como sempre, superlotado, principalmente por causa do trânsito maluco dos finais de semana. É assim praticamente todos os finais de semana. Nas ruas da Capital, também há inúmeras colisões, vários feridos, eventualmente mais alguma morte. E, além de todas as loucuras praticadas, há ainda um ingrediente matador: a alta velocidade com que caminhões, carros e motos trafegam pelas nossas ruas. Não tem cura!

TRABALHO DE FORMIGUINHA

O vereador Junior Cavalcante tem se destacado por uma atuação voltada totalmente às comunidades mais carentes, mas, ao mesmo tempo, a temas que são de interesse de todos os porto velhenses. Recentemente, criou uma lei que vai facilitar a vida dos produtores e realizadores de eventos, reduzindo a burocracia e dando uma nova perspectiva ao setor. No dia a dia, tem atuado arduamente para que a Prefeitura da Capital realize serviços de todos os tipos para atender as populações da periferia.

Num dia, Júnior está num bairro comemorando a implantação do sistema de iluminação púbica, conseguindo também avançar em seu trabalho, junto à Emdur. No outro, acompanha obras em alguma outra área da Capital. Em seguida, busca apoio nas Secretarias para a melhora de ruas em diferentes bairros. Atua também junto á saúde pública, exigindo sempre uma melhoria no atendimento à população. Sem grandes rompantes, sem se envolver em rolos e mantendo uma batalha diária para cumprir suas promessas junto à comunidade, Júnior tem se destacado na Câmara Municipal por seu trabalho de formiguinha, com uma pequena conquista por vez. No final das contas, ao menos para o povo dos bairros, é um dos vereadores que mais tem trabalhado, mesmo num momento em que a Câmara Municipal está recebendo muitas críticas.

PERGUNTINHA

Você concorda ou discorda do Presidente Jair Bolsonaro, por ter demitido seu ministro da Educação e escolhido seu substituto, em decisões anunciadas pelas redes sociais?

 

Fhemeron 468x60px
Esse é o Plano – 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO