Paciente reclama e diretor explica/ Foto: Extra de Rondônia

Na tarde de terça-feira, 9, um usuário do hospital São Lucas de Cerejeiras, entrou em contato com a redação do Extra de Rondônia, onde reclamou da falta de médicos na unidade.

De acordo com o homem, que pediu para não se identificar com medo de represália,  precisou passar pelo pronto-socorro, porém, foi informado que não havia profissional, pois a única médica que atendia no hospital tinha pedido demissão.

O OUTRO LADO

Ouvido pelo Extra de Rondônia, o diretor do hospital, Ederson Lopes, negou a falta de médicos na unidade e  ainda disponibilizou a escala e nomes dos profissionais que trabalharam no dia.

De acordo com Lopes, na terça-feira, no hospital haviam três profissionais, sendo: Regiane Faustino, que estava no plantão de 24 horas, e retornará a suas atividades nos dias 16, 23 e 30 deste mês.

No atendimento de consulta e pronto-socorro estava o médico Weverton Júlio Machado, que tirou plantão de 12 horas, visitou os internados e, além disso, realizou pequenos procedimentos.

O médico Luiz Diniz Simião atendeu consulta de obstetrícia e exames de ultrassom.

Contudo, o diretor ressalta que, devido à demanda desse dia, deve ter demorado a atender o paciente por motivo de classificação de risco de urgência e emergência.

Ele disse que, provavelmente, o paciente não quis aguardar ou foi direcionado para uma Unidade Básica de Saúde (UBS) de referência para ser atendido por classificação, não urgência sendo este ambulatório.

Com isso, Ederson afirma que no hospital não está faltando médicos, mas sabe que a demanda é grande e a demora, às vezes, irrita quem precisa passar pelo profissional. “Mas estamos trabalhando para que a comunidade seja atendida com qualidade e a contento”, concluiu.

 

 

 

 

Mercado Paulista

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO