Adenilson de Souza Dalbem / Foto: Divulgação

O funcionário público Adenilson de Souza Dalbem, de 39 anos, criou recentemente um protótipo de ralador de milho elétrico para otimizar a sua produção de pamonhas.

O equipamento é produzido com peças reaproveitadas, como motor de máquina de lavar, eixo de carro e cano PVC, além do uso de madeira. Sua estrutura é desmontável, o que tem de a facilitar no momento da higienização do equipamento.

Em entrevista ao Extra de Rondônia Dalbem explicou que o empreendimento surgiu no ano passado e contou com o incentivado de amigos. “Precisávamos de algo prático, então busquei na internet alguns modelos e fiz um de acordo com a minha necessidade”.

Ainda segundo Adenilson, a montagem do ralador fica em torno de R$ 300,00, isso por causa do serviço de torno, e os materiais usados.

“Com adaptações, criei minha versão, com um custo mínimo. Isso porque se fosse comprar um industrial não pagaria menos de R$ 800. E o melhor, o meu serve para ralar mandioca, inclusive um amigo já fez o teste e deu muito certo”, pontuou.

Devido ao sucesso, o morador de Cabixi tem recebido vários pedidos para a produção do equipamento, embora garanta que é apenas um hobby, até porque leva um longo período para confecção. Mas, caso alguém tenha interesse em adquirir um protótipo, basta entrar em contato através do telefone 9 8134-5770. Veja como o ralador elétrico funciona.

https://

Mercado Paulista

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO