Deputado Chiquinho da Emater em visita ao prédio do Cemetron/Foto: Divulgação

O deputado Estadual Francisco Mende de Sá Barreto Coutinho, popular “ Chiquinho da Emater” (PSB), esteve na tarde de quarta-feira 17, visitando o Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron), e foi recebido pela diretora Stella Ângela Taralo Zimmerli e a vice-diretora Raquel Gil Costa.

Em sua visita o deputado acompanhado da diretora e vice-diretora conheceu a instalação do prédio e salas de atendimento ao público do Cemetron e constatou in loco a necessidade urgente da sua ampla reforma. Pedido esse já solicitado ao governo do Estado, através de indicação de sua autoria defendida no plenário da Assembleia Legislativa com pedindo de urgência devido a precariedade do prédio.

Chiquinho com mais de 30 anos residindo em Rondônia sabe que essa Unidade de atendimento de saúde é referência no tratamento de doenças infectocontagiosas e tropicais e atende pacientes com doenças complexas como tuberculose, HIV/AIDS, blasto micoses, leishmanioses, malária, leptospirose, acidentes por animais peçonhentos, dengue e outras patologias.

Segundo dados da Secretaria de Saúde, o Cemetron possui 100 leitos de enfermaria e 7 leitos de UTI, além de um laboratório que realiza parte significativa dos exames dos pacientes. “Essa proposição vem para atender às solicitações do pacientes, funcionários e cidadão que procuram aquele hospital para o tratamento de saúde e reclamam da precariedade do prédio”, relata.

Entre as reclamações estão, falta de ambiente adequado para a espera de atendimento, sendo que as pessoas ficam expostas à poeira e sem climatização. “Essa reforma é necessária para garantir uma assistência digna, humanizada e segura ao usuário portador de doenças infectocontagiosas e garantir uma formação acadêmica baseada em evidencias cientificas com atenção integral aos usuários do SUS”, finaliza Chiquinho.

Mercado Paulista

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO