Os assuntos foram abordados por meio de dinâmicas, reflexões, palestras expositivas, debates, vídeos e depoimentos/Foto:Ilustrativa

Pretendentes à adoção dos municípios de Cerejeiras, Corumbiara, Cabixi e Colorado do Oeste participaram do curso de preparação, realizado no último dia 12, no salão do Júri na comarca de Cerejeiras.

A capacitação foi promovida pelos Juízos da Infância e da Juventude de Colorado do Oeste e Cerejeiras (sob responsabilidade dos juízes Eli da Costa Júnior e Bruno Magalhães Ribeiro dos Santos, respectivamente.

Com a finalidade de esclarecer aos pretendentes sobre a temática da adoção e refletir sobre o processo adotivo, levando-os a assumir este compromisso com consciência e responsabilidade. O curso abordou temas como Motivações para Adoção, Reflexões sobre a Adoção, Filho Real e Filho Idealizado, Cadastro Nacional de Adoção, Trâmites Processuais, Adoção Tardia, Grupo de Irmãos, Adoção Inter-racial, Estágio de Convivência, Revelação da Verdade, Mitos e Preconceitos sobre Adoção, entre outros.

Os assuntos foram abordados por meio de dinâmicas, reflexões, palestras expositivas, debates, vídeos e depoimentos. Aproximadamente trinta participantes atenderam à proposta, que é uma exigência do Estatuto da Criança e do Adolescente.

A rede de atendimento que contribui direta ou indiretamente no processo de adoção também participou do evento. Estiveram presentes representantes do CRAS, CREAS, Casas Acolhedoras, Conselho Tutelar e Secretarias Municipais de Assistência Social, contribuindo para o fortalecimento do trabalho em rede.

A organização do curso contou com a participação das equipes técnicas dos Núcleos Psicossociais (NUPS) de Cerejeiras e Colorado do Oeste, sendo as psicólogas Jéssica Deina, Juliana Gualtieri, Naiane Michelin e Litiane Lima e os assistentes sociais Vanessa Freitas, Eliete Freitas, Girleyne Domingos e Joel Sá.

 

 

Mercado Paulista

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO