Queimada 728×90
Celso Santana da Silva Júnior / Foto: Divulgação

Vilhena tem o cenário cultural muito diversificado, nele encontramos produtores e cantores musicais, artesãos, artistas plásticos e visuais.

Dentro deste contexto, encontra-se o carioca Celso Santana da Silva Júnior, de 21 anos, mais conhecido como Celsius Sant produtor de tirinhas do Injuriart.

Seu conteúdo tem sido vinculado nas redes sociais há cerca de um ano, nele são abordados temas cotidianos e acontecimentos políticos. Segundo o artista, tudo que consome ou vê em seu dia a dia é transformado em uma tirinha sátira e ácida.

 INFLUÊNCIAS

Santana conta que possui várias motivações, inclusive participa de um grupo que também trabalha com este tipo de material, no qual mantém contato e troca experiências para melhorar sua técnica.

Seu trabalho recebe o titulo de Injuriart, pois foi gerada através da injúria de determinados temas e acontecimentos que cercam a sociedade, e que em suas mãos se torna uma arte de protesto.

O artista pontua ainda que não tem uma data especifica de quando começou as criações, pois sempre produziu tirinhas e cartuns, mas a divulgação ocorreu no ano de 2018, e tem tomado grande proporção, pois devido à vinculação participou de alguns eventos para socialização do material.

Muito carismátisco, Santana se define autodidata, por não possuir nenhuma especialização em artes visuais e produzir baseado em outros artistas de tiras que consome.

Sua maior influência vem dos roteiristas Daniel Furlan e Juliano Enrico, trabalho que acompanha desde a época da extinta MTV, na atração ‘Último Programa do Mundo’. “Tento utilizar o mesmo humor ácido para minhas construções, isso porque os caras são geniais”, relatou.

PERSONAGENS

Seus personagens são personificações humanas em animais, dentre eles se destacam o bode, um casal de gatos, um búfalo e um alce. Sua temática recente tem sido a politica nacional, isso devido aos conteúdos ilimitados gerados pelos representantes do governo.

Segundo o jovem, toda a produção dos desenhos ocorrem de forma manual, dependo do tema ou inspiração é colorido ou mantido em preto e branco (PB). O tempo de elaboração varia de 20 minutos a uma hora, isso de acordo com o detalhe de cada projeto.

De todos os projetos, Santana destaca como seu preferido a tira de um diálogo entre a girafa e o bode – onde um personagem questiona o outro sobre o ato de fumar e recebe a resposta de que o consumo do café também é prejudicial à saúde – isso porque ao seu ver representa a intromissão das pessoas na vida alheia.

PRODUÇÃO

O Injuriart atualmente possui cerca de nove trabalhos postados, mas a longo prazo o artista pretende copilar todo o material ainda não vinculado e transformá-lo em um Art book ou livro de contos/crônicas.

Sobre a recepção do público pela rede social, Celso afirma ter sido positiva e detalha que sempre que há alguma critica construtiva, busca inserir nas suas produções. “Basicamente a galera opina e dá indicações de tema. Gosto muito dessa troca!”.

Em relação aos projetos futuros, o cartunista relata que a longo prazo pretende se especializar em ilustração digital e coloração, além de trabalhar com o desenvolvimento de ilustração para games. “Eu ainda quero montar uma animação no estilo Bojack Horseman usando os personagens do Injuriart”, finalizou.

Diálogo entre a girafa e o bode / Foto: Divulgação
saude 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO