aftosa
Deputado Alex Silva durante visita a instituição / Foto: Divulgação

Na última sexta-feira 26, o deputado Alex Silva (PRB) esteve visitando as dependências da Comunidade Terapêutica Casa Gileade, situada na Terra Santa, setor chacareiro da capital, onde tem como responsável o Pastor Arthur Pasqualini, da Igreja Nova Aliança.

A Casa Gileade presta atendimento à pessoas que moram nas ruas, as abandonadas em hospitais pela família,  maltratadas por familiares dentro de casa e dependentes químicos.

A unidade conta hoje com quatro casas de atendimentos, separadas entre homens, mulheres, idosos e a outra de apoio para reinserção daqueles que já cumpriram tempo de internato e se preparam para voltar à sociedade. E atende aproximadamente 100 pessoas entre homens e mulheres, fora crianças, servindo em média 12.000 refeições por mês.

Alex Silva pôde verificar as necessidades da instituição e reconheceu a importância do trabalho oferecido pela casa à sociedade, se colocando a disposição.

“Aqui as pessoas recebem uma atenção especial, têm um acolhimento e auxílio que necessitam para reintegrar à família e ao trabalho, assistência essa que deveria ser de responsabilidade do poder público. Estarei à disposição e serei parceiro da entidade no trabalho de recuperação de pessoas que estão exclusas pela sociedade”, afirmou o deputado.

Na oportunidade, o parlamentar conversou com os internos, onde os mesmos demonstraram muita gratidão ao Pastor Arthur, por ter criado a Casa Gileade e disseram que ali é um paraíso para eles, apesar das grandes dificuldades enfrentadas. A Casa Gileade sobrevive hoje com doações de parceiros e voluntários.

aftosa 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO