Segurança 728×90

 

A vítima registrou ocorrência por se sentir discriminada/ Foto: Extra de Rondônia

O fato foi registrado pela vítima de 43 anos, na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) de Vilhena, na tarde de quinta-feira, 9.

Conforme boletim de ocorrência, a vítima contou que possui deficiência física na perna esquerda, no qual comprova por meio de laudos médicos e que aguardava atendimento na fila preferencial da Lotérica Vilhena, quando segundo a denunciante a atendente E,A,V,C; de 28 anos, exigiu de forma rude e constrangedora que a vítima apresentasse documento que comprovasse sua deficiência para ser atendida no caixa preferencial.

Com isso, de acordo com a vítima, foi até ao carro que estava estacionado próximo e levou documentos que comprova sua deficiência, mas foi ignorada pela atendente. Contudo, sentindo-se descriminada a vítima procurou a delegacia para registrar a ocorrência.

O Extra de Rondônia deixa espaço a empresa citada caso queira esclarecer o fato.

 

 

Segurança 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO