Autoridades vilhenenses com o governador Marcos Rocha / Foto: Divulgação

O secretário municipal de saúde de Vilhena (Semus), Afonso Emerick, entrou em contato com o Extra de Rondônia para divulgar uma importante notícia: as dívidas de 2018 do governo do Estado com a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de Vilhena serão resgatadas.

O valor total é de R$ 2.920.000,00 (Dois milhões, novecentos e vinte mil reais) e o recurso está empenhado, ou seja, reservado para efetuar o pagamento a qualquer momento.

De acordo com Emerick, o recurso, que era praticamente perdido, foi salvo graças à intervenção do deputado estadual Luizinho Goebel (PV) que articulou junto aos representantes do governo para o empenho do benefício.

O valor é relativo a o acumulado do convênio de 2018, já que no ano inteiro não foi pago nenhum mês sequer. Nesse período, o município arcou sozinho com os gastos da unidade de saúde, que – além de Vilhena – atende pacientes dos outros seis municípios da região do Cone Sul e outros de Rondônia.

Recurso é referente a 2018 / Foto: Extra de Rondônia

“Também agradeço ao governador Marcos Rocha e ao secretário, Fernando Máximo, pelo apoio à saúde de Vilhena”, salientou Emerick.

Emerick disse também que o trabalho por uma saúde de qualidade para os vilhenenses continua. “O nosso compromisso é fazer da saúde de Vilhena referência em Rondônia. E com muito trabalho sei que vamos conseguir alcançar esse objetivo. Essa é a dinâmica repassada a nós pelo prefeito Eduardo Japonês”, destacou o titular da Semus.

O valor total é de R$ 2.920.000,00 (Dois milhões, novecentos e vinte mil reais) / Foto: Extra de Rondônia

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO