Esse é o Plano – 728×90
Investimento é de R$ 14 milhões / Foto: Divulgação

O professor Adalto Abel Crist entrou em contato com a redação do Extra de Rondônia para fazer um questionamento às autoridades municipais e estaduais: cadê a empresa responsável pela manutenção da “Rodovia do Boi”, em Corumbiara?

De acordo com o professor, a referida rodovia está abandonada e propensa a provocar acidentes.

Ele informa que a rodovia, que liga as regiões do Cone Sul e Zona da Mata, foi promessa do ex-governador Ivo Cassol através de investimento na ordem de aproximadamente R$ 14 milhões para a realização de 10 km de pavimentação (leia mais AQUI).

“A empresa, que fez a terraplanagem, e as galerias, encerrou as atividades no começo de dezembro de 2018 e nunca mais retornou. Teria que retornar em abril; falaram que estavam correndo atrás de um aditivo e até agora ninguém apareceu para dar satisfação”, reclama.

Ele se antecipou ao risco de trafegar por essa rodovia. “Desde que o maquinário foi embora, dezembro do ano passado, até agora não passou nenhuma máquina para retirar as pedras do caminho. Está praticamente intrafegável. Vocês demoram, em média, 25 minutos para fazer esses 10 km, porque é pedra pura. A coisa está feia. Tem pedra que se um motoqueiro cair, à noite, se acidenta. Praticamente seis meses não foi feito um patrolamento sequer. O povo aqui está abandonado”, encerrou.

Fhemeron 468x60px
Esse é o Plano – 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO