Membros do instituto/Fotos: Extra de Rondônia

Membros do Instituto Plínio Corrêa de Oliveira, com sede na cidade de São Paulo, realizaram na Avenida Major Amarante, no centro de Vilhena, na tarde de quarta-feira, 10, passeata para colher assinaturas contra o Sínodo que tem data marcada para acontecer no mês de outubro de 2019. Ou seja, Assembleia Regular de Párocos Convocada pelo Bispo, onde se irá discutir o destino da Amazônia.

De acordo com Paulo Américo, o grupo está percorrendo alguns Estados com objetivo de promover o abaixo assinado em defesa da Amazônia.

Américo relata que em outubro um grupo de Bispos se reunirão no vaticano para alterar o panorama da Amazônia, tirando a soberania do Brasil, e com isso, colocar entidades internacionais que irá ditar o destino dela.

“Nós defendemos a Amazônia porquê ela pertence ao Brasil. O mundo tem que respeitar e parar de querer controlar a Amazônia, nós vamos lutar em defesa da civilização e da soberania o nosso país e da Amazônia”, explicou.

INSTITUTO

O Instituto Plínio Corrêa de Oliveira é entidade civil formados por membros católicos que tem como objetivo defender a civilização cristã no brasil contra-ataques de correntes progressistas correntes socialistas que atacam os valores básicos da civilização, tradição da família e direito da propriedade. 

O IPCO foi fundado em 8 de dezembro de 2006 por um grupo de discípulos do saudoso líder católico brasileiro, por iniciativa do Engenheiro Adolpho Lindenberg, seu primo-irmão e um de seus primeiros seguidores, o qual assumiu a presidência da entidade.

Sínodo

Um sínodo pode ser realizado por qualquer denominação religiosa, sendo muito comum entre os cristãos. Trata-se de uma reunião convocada pela autoridade eclesiástica.

aftosa 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO