Mais gestão 728×90

 

Mario José Milani e Silva / Foto: Divulgação

Após o atendimento recebido junto ao Hospital dos Acidentados, o juiz de direito da 4ª vara civil de Cacoal, Mário José Milani e Silva escreveu uma carta de agradecimento à unidade e a equipe que o acompanhou durante o período de seu tratamento.

Leia na integra:

 

Quando as pessoas estão enfermas, enfraquecidas, debilitadas, ficam claramente mais sensíveis, mais emotivas e passam a ter uma percepção do mundo, da existência, de valores, muito mais singelas, humanas. Prevalece o ser sobre todos os demais contextos, inibidos que estão os padrões estabelecidos pela sociedade e por nossa insana corrida diária.

Dentro desta perspectiva, é que me reservei um período, já dentro do meu processo de recuperação para redigir estas palavras de agradecimento e gratidão, pois assim não seria permitido argumentar que a fragilidade, a situação de impotência foram os inspiradores.

Inicialmente devo felicitar a iniciativa daqueles que, de modo arrojado, se dispuseram a investir envidando esforços para dotar o Hospital dos Acidentados de uma ala de Unidade de Terapia Intensiva, que certamente já contribui e muito vai acrescentar para preservação da vida e saúde de muitas pessoas.

Em razão de intercorrências em uma cirurgia, acabei ingressando no Hospital dos Acidentados, onde fui atendido de maneira pronta e muito técnica pelos médicos Arraes e Wulgner.

Acabei tendo que me submeter a duas cirurgias, uma de hérnia e outra para drenagem de hematoma subcapsular hepático e dada a gravidade da situação, permaneci por 05 (cinco) dias internado em leito de UTI após haver perdido quase 04 (quatro) litros de sangue.

Aqui devo consignar de modo enfático, meus elogios e gratidão aos médicos Tiago Moura e Claudio Queiroz, que não obstante seus já reconhecidos conhecimentos técnicos, sempre se comportaram de modo positivo, seguros e dispostos a auxiliar no que fosse possível para viabilizar a restauração de minha saúde. Tenho ciência de que suas condutas foram decisivas para superação de tão difícil etapa de minha vida.

Durante os dias que estive internado na UTI, pude ser testemunha do trabalho continuo, delicado, cansativo, mas essencial realizado por todos os componentes das equipes. As reuniões diárias, os debates acerca das situações de cada um dos pacientes, a troca de informações, a busca de soluções para os problemas que surgiram diariamente, identificam a busca de um serviço de qualidade e resolução.

Aos médicos Bruna, Gabriel, Lorena, Herton, Marcílio, Bárbara, que sob a fiscalização, controle e gestão da Dra. Maria Cândida, não só se empenharam para abreviar a minha estadia e meu sofrimento, mas também e principalmente, se mostraram humanos, solidários, sensíveis e cristãos. Destaque especial devo reservar a atuação dos fisioterapeutas, enfermeiros e técnicos de enfermagem, que desenvolveram suas tarefas, às vezes extenuantes, com muita paciência, carinho e compreensão.

Devo confessar que em muitas oportunidades tive a certeza absoluta da presença de Deus e de estarem eles sendo utilizados como instrumentos de seu amor e compaixão para me alertar que deveria ter paciência e fé de que tudo seria superado.

Cada um de vocês teve participação neste meu processo de recuperação, e ao tempo que lhes agradeço, peço a Deus que os continuem usando para amenizar a dor e o sofrimento de muitas pessoas. Alguns certamente argumentarão que vocês estavam apenas cumprindo com suas obrigações, que estavam fazendo seus serviços, mas existem modos diversos de executar o mesmo trabalho, e quando é feito com amor e dedicação ele se diferencia.

Agradeço, portanto, externando a minha gratidão, clamando aos céus para que Deus lance benção em suas vidas e de suas famílias e que continuem servindo nesta difícil tarefa de conviver com o sofrimento alheio sem perder a sensibilidade.

Por fim, sinto-me na obrigação ainda de agradecer aos amigos Charles Modro e Sandra Pitangui, que não mediram esforços para auxiliarem na busca de solução aos problemas que se apresentavam.

Agradeço ainda de coração a todas as pessoas que em pontos diversos do Estado e até fora dele, dirigiram preces e orações a Deus, pedindo por minha recuperação e saúde. Deus lhes conceda bênçãos e graças em suas vidas.

Mario José Milani e Silva

(Juiz de Direito da 4º Vara Cível de Cacoal)

Cacoal, 17.07.2019.

detran 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO