José Hélio Cysneiros Pachá/Fotos: Extra de Rondônia

Em cerimônia realizada no final da tarde desta quarta-feira, 21, na sede do 3º Batalhão de Polícia Militar, em Vilhena, o secretário estadual da Segurança, Defesa e Cidadania, José Hélio Cysneiros Pachá, promoveu o início de operações de sistema digitalizado de comunicações que integra os treze distritos policiais distribuídos ao longo da fronteira internacional com a Bolívia, alcançando até a capital.

O novo sistema permite comunicação clara, rápida e segura entre os destacamentos policiais e volantes de todos os polos integrados, dinamizando as ações policiais realizadas de forma independente ou coletiva. O investimento nesta primeira fase do programa foi de 11 milhões de reais, e coloca o Estado de Rondônia na vanguarda tecnológica de comunicação digital.

Operando com equipamentos de última geração da marca Motorola, o novo sistema tem vários aspectos que o deixam muito além da tecnologia analógica usada até agora pela polícia. Começando pela qualidade do sinal, que foi demonstrada pelo próprio secretário de Segurança num contato feito via rádio portátil com o distrito de Guajará Mirim, a qual aconteceu de forma instantânea e clara.

Em comparação momentos depois foi feito contato com o sistema analógico entre a base operacional local e uma viatura circulando na área urbana de Vilhena cuja qualidade foi perceptivelmente inferior. “Este sistema permite que viaturas e bases tenham sistema de comunicação confiável e de qualidade, tanto para o caso de ações isoladas de cada distrito quanto para diligências que abranjam várias localidades integradas. Isso será fundamental para o reforço da segurança na fronteira, ponto sensível e com ampla necessidade de vigilância e controle”, destacou Pachá.

Outro aspecto importantíssimo diz respeito a segurança do sistema. Por ser digitalizado e criptografado não há possibilidade de criminosos acompanhar a comunicação entre a polícia usando aparelhos convencionais, como ocorre com o sistema analógico. “É o fim das interceptações ilegais que atrapalham as operações policiais”. Além disso, os equipamentos são dotados de sistema de localização por georreferenciamento, o que permite não só saber em tempo real onde estão os aparelhos – e consequentemente os policiais que os operam, mas também recuperar qualquer rádio que por ventura seja extraviado.

Além disso, em situações assim é possível bloquear o uso do equipamento a partir de bases remotas. Outra vantagem é o armazenamento por um período de mais de um ano de todas as comunicações, material que pode servir para embasar procedimentos posteriores as operações assim como permitir a averiguação da conduta dos policiais em caso de questionamentos.

A confiabilidade do sistema é garantida por servidores de alta potência e um sistema integrado de antenas que transmitem o sinal entre si, evitando pontos cegos. Dentro da área de abrangência dos distritos já integrados a comunicação total entre elas está garantida a partir de qualquer ponto.

No Cone Sul fazem parte do sistema os distritos de Vilhena, Colorado do Oeste, Pimenteiras do Oeste e Cabixi. Na base operacional vilhenenses, onde estão instalados os servidores, o sistema de alimentação de energia é dotado de proteção contra blackouts, com baterias integradas e um gerador.

A integração total de todo o Estado de Rondônia no novo sistema de comunicação, que é similar ao usado pela polícia dos Estados Unidos, é o próximo passo deste projeto, e deve acontecer num curto espaço de tempo. “Nossa meta é ter cobertura total de toda nossa área de abrangência, levando mais segurança e confiabilidade na ação policial a toda a população do Estado”, afirmou o secretário.


COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO