Esse é o Plano – 728×90

 

Agnaldo Gomes estava preso desde 2014 / Foto: Extra de Rondônia/Arquivo

O detento Agnaldo Gomes da Silva, de 43 anos, fugiu no final da tarde de quinta-feira, 21, do Centro de Ressocialização Cone Sul, localizado na área rural de Vilhena.

Agnaldo estava preso desde 2014 e cumpria pena por ter matado um trabalhador rural, ocorrido no dia 20 de dezembro de 2013, em uma fazenda no município de Corumbiara, leia (AQUI).

De acordo com o diretor do presidio Dirceu Martini, o detento, exercia há mais de dois anos, atividades laborais na horta que fica na área externa do presídio. Segundo Martini, o apenado tinha uma circulação livre na área e a inteira confiança dos agentes da unidade prisional.

“ Não sei o que aconteceu que levou a Agnaldo a se evadir do local. A fuga só foi descoberta no momento que foi feito o recolhimento dos detentos”, disse o diretor.

Assim que foi dada falta do apenado, foram feitas buscas nas imediações, porém ele não foi localizado. O preso não serrou grades e não fez nenhum buraco, ele estava solto na horta e por descuido foi embora”, acrescentou Dirceu.

 

Fhemeron 468x60px
Esse é o Plano – 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO