Deputado parabeniza ganhadores / Foto: Divulgação

“Ao conquistar o primeiro lugar na 4ª edição do concurso de Qualidade e Sustentabilidade (Concafé), a cafeicultora Poliana Perrut de Lima colocou em evidência o protagonismo das mulheres rondonienses nesta importante atividade econômica para o desenvolvimento dos municípios”, a conclusão é do presidente da comissão de agricultura, deputado Cirone Deiró.

A edição 2019 do Concafé teve mais de 50 amostras do grão enviadas pelas mulheres cafeicultoras. A vencedora é a engenheira agrônoma, viveirista e uma das grandes incentivadoras para o crescimento da participação das mulheres cafeicultoras na edição.

Cafeicultora em Novo Horizonte, município que integra a Indicação Geográfica Cafés Matas de Rondônia. Além da produção, Poliana mantém um viveiro para comercializar mudas de café clonal.

A ganhadora conta que essa proximidade a etapa mais importante da produção lhe permitiu contato com outras mulheres que estão na atividade, mas que ainda não tinham percebido a importância do protagonismo nesta atividade econômica.

“A mulher tem trabalhado ao lado dos seus companheiros, filhos e outros familiares. Mas, sua voz ainda não era ouvida. A partir desta premiação começamos a escrever uma nova página na história da cafeicultura de Rondônia”, pontuou ela.

NOVO CICLO

De acordo o deputado Cirone Deiró esse comprometimento e pioneirismo da cafeicultora Poliana Perrut de Lima é inspirador e merece o reconhecimento de toda a sociedade rondoniense, especialmente do setor da cafeicultura.

O parlamentar lembra que o concurso, implantado em 2015, está cumprindo sua função na melhoria da qualidade do grão produzido em Rondônia. Segundo ele, a participação de 30 municípios com 306 amostras inscritas na edição de 2019 revela a adesão dos cafeicultores pela qualidade do produto.

Cirone destacou este novo momento da cafeicultura rondoniense e a participação   das famílias dos produtores. “São pequenas áreas de plantio que estão sendo cultivadas predominante com a participação de mão de obra familiar”, reconhece.

De acordo com o parlamentar, essa particularidade trouxe para a cafeicultura os jovens e as mulheres. Realidade que pode ser comprovada pelo perfil dos participantes do Concafé.

Para o presidente da Comissão de Agricultura, reconhecer e valorizar esse novo momento da cafeicultura rondoniense é fundamental para fortalecer essa importante atividade econômica e despertar o interesse de outros agricultores pelo plantio.

“Além de melhorar a qualidade de vida dos agricultores e suas famílias, o café contribui com a arrecadação do Estado”, explicou Deiró, ao justificar a aprovação de voto de louvor aos três primeiros colocados da categoria sustentabilidade e também aos três primeiros colocados da categoria qualidade.

Nesta edição os contemplados com voto de louvor na categoria sustentabilidade foram: Ronaldo da Silva Bento (1°lugar), Elis Regina Coelho de Oliveira (2°) e Elivelton Bonfante (3°).

Já na categoria qualidade, os premiados foram: Poliana Perrut de Lima (1°lugar), Dione Mendes Bento (2°) e Wilson Nakodah Suruí (3°).


COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO