Empresa homenageou a capital de Rondônia / Foto: Divulgação

A Stone, fintech de serviços financeiros, levou Porto Velho (RO) à Times Square, em Nova York, para realizar uma grande homenagem. Durante a última semana, o nome da cidade esteve nos painéis eletrônicos da praça mais famosa do mundo.

A companhia que, na ocasião, comemorou um ano de abertura de capital em Nasdaq, visa oferecer visibilidade global à cidade, ressaltando que o empreendedorismo brasileiro está em todos os lugares.

“Queremos que o mundo saiba que o Brasil vai muito além das grandes capitais. Essa é uma homenagem da Stone a Porto Velho e aos donos de negócios que ajudam a desenvolver a região”, aponta Alessandra Giner, diretora de marketing da Stone.

Ao colocar a cidade em destaque, a empresa reforça um de seus principais valores: a proximidade com os empreendedores que movem a economia no Brasil, seja no interior ou nos grandes centros urbanos. A ação também serve como um incentivo para que novaiorquinos e turistas visitem o Brasil, estimulando o interesse e curiosidade das mais de 340 mil pessoas que passam pela Times Square diariamente.

A Stone é uma empresa de serviços financeiros cujo propósito é facilitar a vida de quem trabalha muito e não tem tempo de lidar com burocracias. Sua presença na cidade tem permitido que empreendedores porto-velhenses possam vender mais e gerir melhor seu negócio.

Porto Velho é um polo estratégico para a companhia. A Stone mantém um relacionamento próximo e personalizado com seus clientes da cidade. “Temos times locais completamente à disposição para atender com excelência os porto-velhenses e todos os brasileiros e brasileiras que contribuem para o desenvolvimento do país”, conclui Alessandra.


COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO