O Hospital Cooperar é um projeto desenvolvido pela Associação Cooperar/Fotos: Divulgação

A cerimônia de lançamento da pedra fundamental foi realizada na manhã de sábado, 9. A data é duplamente significativa para a família Sicoob Credisul, pois coincide com o mês de aniversário de 20 anos da assinatura da ata de fundação da cooperativa, que ocorreu em 1999.

A solenidade aconteceu no canteiro de obras, na Avenida 1º de maio, nº 1220, setor 64, em frente à Rical. O presidente do Conselho Administrativo da Sicoob Credisul, Ivan Capra; os diretores, Vilmar Saúgo e Dante Hahn; e o presidente da Associação Cooperar, João Carlos de Freitas, recepcionaram cerca de 100 convidados, entre eles cooperados doadores, como o empresário Fábio Faria (doador do terreno de 27 mil metros quadrados), demais membros da Associação Cooperar, autoridades municipais e imprensa.

O Hospital Cooperar é um projeto desenvolvido pela Associação Cooperar, também responsável pela gestão da obra e do dinheiro arrecadado para a construção do prédio. À parceira Unimed Vilhena caberá equipar e gerenciar o futuro hospital. O objetivo é melhorar os serviços de saúde em Vilhena e região, atendendo ao 7º Princípio do Cooperativismo, que é o “Interesse pela Comunidade”.

O presidente da associação, João Carlos de Freitas, comemorou o início da obra. “Isso significa o começo da realização desse sonho, que está se tornando realidade agora. Vencemos a etapa da documentação, que demorou um ano até ser concluída e, agora, é jogar concreto, subir e realizar”, disse entusiasmado.

Orçado em R$ 20 milhões, o prédio hospitalar será construído por meio de doações de cooperados da Sicoob Credisul. Em maio de 2018, quando foi anunciado, o projeto recebeu R$ 1,2 milhão em doações, referente à 10% das sobras de 2017 dos cooperados de Rondônia e Mato Grosso. Até setembro de 2019 as doações somaram R$ 6,182 milhões. Segundo o presidente Carlos de Freitas, a previsão de término da obra é de cerca de dois anos.

A prestação de contas, como também o passo-a-passo da construção, fotos, notícias do hospital e de outras ações da associação, são publicados no site www.associacaocooperar.com.br. Lá também estão as orientações de como realizar doações.

“Este é um momento muito especial para a Sicoob Credisul, de intenso crescimento econômico, mas também talvez o melhor momento dentro das ações sociais que a Sicoob Credisul já fez. Queria convidar a todos os cooperados a se fazerem presentes verdadeiramente, fazendo suas doações, contribuindo para que possamos entregar essa obra para a cidade o quanto mais cedo. Quanto antes entregarmos, mais vidas poderão ser salvas”, disse Vilmar Saúgo, diretor executivo da Sicoob Credisul.

Vilmar e João Carlos são unânimes em dizer que o hospital será um marco para a história do setor de saúde na região. “Nós temos um imenso orgulho de estar à frente desse grande projeto, que vai transformar a saúde de Vilhena e região”, declarou Vilmar. “Nós teremos sem dúvida o melhor hospital aqui do Estado, isso para nós é muito importante”, finalizou João Carlos.

Estrutura do Hospital Cooperar

O Hospital Cooperar terá cerca de 9,4 mil metros quadrados, e ficará instalado em um terreno de 27 mil metros quadrados, doado pela cooperado Fábio Faria. O hospital contará com: 30 leitos, com possibilidade de expansão imediata sem a necessidade de ampliação do edifício; Unidade de internação estruturada com quartos individuais, quarto de isolamento e enfermaria; Unidade de diagnóstico e imagem com ressonância magnética, tomografia, raio x, ultrassonografia e endoscopia; Centro cirúrgico, com 4 salas de cirurgia; Central de partos normais e sala de partos cirúrgicos; UTI – Unidade de terapia intensiva com 10 leitos; Unidade de quimioterapia; Laboratório de análises clinicas; Pronto socorro de alta complexidade, com linhas de cuidado para o atendimento do paciente desde sua passagem pela triagem até a alta hospitalar.

Estrutura ampla de chegada de ambulância e atendimento imediato a urgências e emergências; Unidade de apoio: serviço de nutrição e dietética, lavanderia hospitalar, CME – Central de material esterilizado, farmácia hospitalar e almoxarifado.


COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO