Estamos em guerra 728×90
Adilson de Oliveira foi presidente da Câmara nos primeiros dois anos da atual legislatura / Foto: Divulgação

Em indicação apresentada na sessão desta semana da Câmara de Vereadores de Vilhena, o vereador Adilson de Oliveira (PSDB), sugere que o Município faça estudos para considerar a elevação do valor do auxílio-alimentação concedido ao funcionalismo.

O parlamentar argumenta que seria uma forma de melhorar os vencimentos dos servidores da prefeitura sem ferir o limite estabelecido pela legislação como teto de gastos com folha de pagamento.

“Seria uma maneira de dar um reforço no orçamento dos trabalhadores, particularmente naqueles das faixas salariais mais modestas dentro da legalidade”, abalia.

Segundo o vereador, que conversou com o Extra de Rondônia na manhã desta quarta-feira, 13, em seu gabinete parlamentar, o auxílio-alimentação dos funcionários da prefeitura já recebeu uma majoração sugerida por um integrante desta legislatura, mas o valor ainda precisa ser melhorado.

“Por indicação do Ronildo Macedo, ainda no começo deste mandato, houve aumento de R$ 200,00 para R$ 258,00, algo que foi considerável, mas creio que dá pra fazer mais”, argumenta.

Para ele, seria um meio do prefeito Eduardo Japonês (PV) melhorar os rendimentos dos trabalhadores de forma legítima, já que o Chefe do Executivo alega não poder reajustar os salários em virtude da limitação imposta pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

“Como este tipo de auxilio acaba não sendo levado em conta no cálculo de gastos orçamentários com a folha de pagamento, então seria uma saída para o prefeito melhorar as condições de vida dos trabalhadores”, considera Oliveira.

Fechando seu raciocínio, ele acredita que um auxílio-alimentação de R$ 500,00 seria razoável. “Para um trabalhador que recebe na faixa do salário mínimo em média uma ajuda deste porte seria um tremendo alívio nestes tempos difíceis para todos”, finaliza Adilson.

Estamos em guerra 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO