Mais gestão 728×90
Júri popular aconteceu nesta terça-feira em Vilhena / Foto: Extra de Rondônia

João Carlos Velasco, de 21 anos, foi condenado a 6 anos de reclusão, acusado de ser autor do homicídio contra o chacareiro João Cardoso, de 59 anos.

O crime aconteceu por volta do meio-dia, em 18 de dezembro de 2018, numa chácara próxima ao Rio Piracolino, na área rural de Vilhena. O motivo do crime seria por vingança.

A reportagem do Extra de Rondônia acompanhou a sessão do julgamento que aconteceu na manhã desta terça-feira-feira, 18, no Fórum Desembargador Leal Fagundes, em Vilhena, e foi presidida pela Juíza de Direito, Liliane Pegoraro Bilharva, com participação do promotor de justiça Elicio de Almeida e Silva e o defensor público Matheus Lichy.

De acordo com o promotor, João Carlos cometeu o crime por vingança motivada devido as um furto cometido pelo réu. A vítima teria informado que o denunciado era quem teria furtado o carro de um colega.

Dedurado, o réu foi até a chácara da vítima, e em seguida com uma faca o desferiu com um golpe no pescoço que morreu a 400 metros da sua propriedade. Com isso, o promotor pediu ao jurados que condenassem João Carlos pelo crime de homicídio qualificado.

Por sua vez, o defensor público disse que não reconheçam a qualificadora da denúncia e sentenciem João Carlos por homicídio simples, já que ele, 48 horas após o crime, se apresentou na delegacia e confessou ser o autor do crime.

A tese da defesa acabou vencendo, e o réu foi condenado a seis anos de reclusão a ser cumprido em regime semiaberto.

Lembre o caso AQUI e AQUI.

 

detran 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO