Miguel Câmara, presidente municipal do PSB / Foto: Extra de Rondônia

Em visita à redação do Extra de Rondônia na tarde da última sexta-feira, o presidente do diretório municipal do PSB de Vilhena, Miguel Câmara, falou sobre o momento do partido no cenário político com visão otimista, ressaltou a aliança consolidada com o PDT para as eleições majoritárias do próximo ano, além de contestar informação acerca de suposto interesse do deputado federal Mauro Nazif em indicá-lo para ocupar cargo no primeiro escalão do Município.

“Não há probabilidade de que eu venha assumir qualquer função nesta gestão”, afirmou taxativamente.

O presidente do diretório municipal do PSB vilhenense falou que o partido vem trabalhando na construção de uma nominata expressiva para a disputada de vagas ao Legislativo, contando hoje com 24 nomes, com ampla representação de gênero, e representando todos os segmentos da sociedade.

“Temos mulheres, empresários, servidores públicos, profissionais de saúde, educação, trabalhadores urbanos e rurais compondo o grupo, fato que torna nossa composição bastante plural”, destaca Miguel.

Em seu ponto de vista, a legenda concorrerá com possibilidade concreta de conquistar cadeiras na Câmara de Vereadores.

Para as eleições majoritária, o partido está “fechado” com o PDT, numa aliança consolidada e definitiva. “Estamos acertado que a partir de agora os entendimentos e conversar com os grupos políticos só serão firmados com concordância dos dois partidos”, explica.

A composição pode ser ampliada com mais duas agremiações, acordo que “está muito bem encaminhado”. Caso se confirme, o grupo ganha musculatura política até mesmo para apostar numa candidatura própria ao Executivo. “Mas isso é algo para ser tratado no devido momento”, ressalta Câmara.

Por ora, a aliança bipartidária não tem compromisso assumido com nenhum grupo e está aberta ao diálogo com partidos e lideranças políticas locais. “Tudo vai depender do entendimento e concordância dos diretórios, além de apoio dos filiados”, garantiu Miguel, frisando que quando o martelo for batido o compromisso será mantido até o fim.

E é justamente em virtude dessa garantia de manter fielmente acordo firmados que Câmara se contrapõe à declaração do prefeito Eduardo Japonês (PV), ao dizer que o deputado federal Mauro Nazif, correligionário de Miguel, estaria pressionando para que este assumisse a secretaria municipal de Administração, cargo que Câmara já ocupou na gestão da ex-prefeita Rosani Donadon, em troca de apoio com emendas orçamentárias.

“Isso não procede, jamais houve qualquer tipo de conversa neste sentido. Primeiro, porque não é dessa forma que o deputado conduz seu mandato, e, segundo, porque eu jamais ocuparia função nesta gestão pelo simples fato de não ter apoiado o atual prefeito na campanha, ocasião em que nosso partido estava fechado com o grupo adversário”, destacou.

Finalizando, o dirigente do PSB vilhenense arrematou que “honramos nossos acordos até o final, e não somos oportunistas para ficar saltando de um lado para o outro conforme as coisas vão acontecendo. Aquele momento tinha um cenário definido, do qual participamos e aceitamos seus desdobramentos. Agora, começa um novo ato no meio político local, e vamos então dialogar e nos posicionar conforme decisão do grupo que estamos compondo, e quando for definida nossa postura a manteremos até o fim”.


COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO