Servidores municipais fixam cartazes anunciando a greve / Foto: Assessoria

Teve início na manhã desta segunda-feira, 02 de dezembro, a já anunciada greve dos servidores públicos de Vilhena.

A movimentação inicial se deu na sede do Sindicato dos Servidores Municipais do Cone Sul de Rondônia (Sindsul) e depois alguns dos funcionários públicos se dirigiram a vários pontos de trabalho para fixarem cartazes, faixas e distribuir faixas pretas em alusão ao apoio de todas as categorias na paralisação.

A greve, iniciada devido à não concretização das promessas do prefeito Eduardo Japonês (leia AQUI), não tem data para acabar. Todas as manhãs será decidido o itinerário do dia.

A princípio, os servidores se reúnem na sede do sindicato às 07h30 e votam quais são os lugares que serão visitados. Nesse primeiro dia, todos receberam ‘missões’, que foi a de colar cartazes em seus locais de trabalho, como mostram as fotografias enviadas por eles mesmos.

Todos que saíram a campo retornam ao Sindsul por volta das 11h30 e ‘batem ponto’ na greve. O novo encontro é às 13h30, onde se reunirão novamente na sede do Sindsul. Hoje, na parte da tarde, os servidores se deslocarão ao Hospital Regional de Vilhena e farão manifestação pacífica em torno da unidade de saúde.

O presidente do Sindsul, Wanderley Ricardo Campos, fez questão de ressaltar a importância do movimento grevista e também da passividade do ato. “Nossa greve é totalmente legítima e pacífica. Infelizmente, tivemos que chegar ao ponto de pararmos as atividades para que surtisse algum efeito. Não desrespeitaremos nenhuma lei, porém, não ficaremos calados esperando a boa vontade da Administração”, garantiu o presidente, que fez questão de parabenizar aos servidores que vieram até a entidade nesta manhã.

Vários locais de trabalho foram visitados pelos servidores / Foto: Assessoria
Gabinete da prefeitura de Vilhena também recebeu cartaz dos manifestantes / Foto: assessoria

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO