Segurança 728×90

 

Cidade de Parecis/Foto: Reprodução

Justificando através do argumento de contenção de despesas, o prefeito Luiz Amaral de Brito (MDB) expediu portaria no último dia do mês passado, valendo a partir de 1º de janeiro, através da qual exonerou todos as funções gratificadas do Município, além de cortar outros gastos com funcionalismo.

Com a medida o Chefe do Executivo pretende assegurar o fechamento das contas ao final do mandato.

Não foi informado a quantidade de servidores que foram atingidos com a medida, assim como não se sabe se a prestação de serviços à comunidade será afetada pela determinação. Além da extinção das funções gratificadas que estavam em vigor até 31 de dezembro passado, a portaria também corta auxilia-deslocamento e cargos de dedicação exclusiva dos afetivos do quadro da administração.

A normativa também estabelece que os servidores exonerados das funções gratificadas cumpram no mesmo local de trabalho onde estiveram atualmente lotados sua carga horária, executando os serviços que lhe são atribuídos pela legislação municipal referente ao cargo no qual estão empossados através de concurso público.

A medida certamente causou descontentamento entre o funcionalismo, mas não deve ter muito impacto político ao prefeito, que segundo informações não concorre a reeleição.

Segurança 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO