Estamos em guerra 728×90

 

Foto: Ilustração

Três pastores evangélicos brasileiros foram presos em Portugal na quinta-feira, 9, sob a suspeita de tráfico de pessoas e de auxílio à imigração ilegal.

Segundo o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) do país lusitano, eles prometiam que garantiriam cidadania portuguesa a aproximadamente 30 imigrantes, incluindo crianças, que viviam em condições precárias.

Foram realizados cinco mandados de busca e apreensão na região da Grande Lisboa. Os agentes encontraram as pessoas alojadas em diferentes locais de culto. Elas foram levadas a Portugal por meio da organização religiosa e viviam em situação irregular, trabalhando informalmente para os pastores, sendo sujeitos a pagarem 10% do que recebiam por mês aos suspeitos.

A emissora de TV “RTP” ouviu uma brasileira que era mantida no ambiente insalubre. Questionada se estava satisfeita em viver naquelas condições, a mulher respondeu que sim.

“Quando a gente tem Deus na frente, tudo vai bem, né?”, afirmou ela.

O órgão português informou ainda que os presos seriam apresentados nesta sexta-feira a um tribunal para passarem por um interrogatório e “aplicação das medidas de coação”.

Estamos em guerra 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO