Segurança 728×90

 

Maria de Fátima Oliveira Alves / Foto: Extra de Rondônia

Após assumir a Coordenadoria Regional de Educação (CRE/ Seduc), responsável também pelas escolas estaduais de Colorado, Chupinguaia e Vilhena, a professora Maria de Fátima Oliveira Alves, 54 anos, falou sobre projetos, planos e expectativas para 2020.

De acordo com a educadora, não imaginava a indicação ao cargo, o que sabia era que haveria uma troca de gestão, e que tinha alguns currículos para serem selecionados, dentre eles estava o seu. Parte da escolha a coordenadora atribui ao sucesso da Escola Luis Carlos Paulo Assis, da qual foi diretora por oito anos.

“Quando foi colocado meu nome e divulgado pela mídia que assumiria o cargo, foi dito que enquanto diretora fiz uma revolução na escola Luis Carlos Paulo Assis, acredito que tudo que consegui foi graças a equipe de trabalho muito competente e comprometida, não partiu só de mim, foi o conjunto de ações e parcerias”, destacou ela.

ATUAÇÃO

A nova coordenadora é pedagoga com habilitação em gestão escolar: orientação e supervisão, tendo iniciado cedo sua carreira na educação. Com 17 anos veio do Paraná para Colorado. Por possuir magistério atuou em sala de aula por vários anos. Foi diretora por sete anos da escola Julieta Vilela Veloso. Em 1997 se mudou para Vilhena, trabalhou na prefeitura na área da saúde e depois atuou como coordenadora pedagógica e secretária adjunta da Semed.

DESAFIOS

Sobre a experiência à frente da coordenação, a professora afirma que é parecido com a gestão de uma escola, só que com a diferença de planejar não apenas para uma, mas sim 22 escolas.

“O trabalho em equipe continuará, temos um pessoal muito competente aqui na CRE, fora que o Cone Sul é considerado o local com melhores escolas e IDEB’s, e através dessa equipe de educadores vamos construir nosso plano de trabalho para 2020. Acreditamos que esse ano as possibilidades serão maiores que os desafios, mas acredito e tenho uma paixão muito grande pela educação”.

PROJETOS

A coordenadora explica que o plano de trabalho está em construção, embora os gestores podem esperar o apoio as escolas em relação aos projetos de relevância vindos do Estado, além de contar com parcerias vindas da Semed, Conselho Tutelar, Coordenadoria Regional, Ministério Público e os demais órgãos que mantem relação com a comunidade.

NOVO ENSINO MÉDIO

 A educadora conta que a implantação do projeto de reformulação do ensino médio, está prevista para 2021, porém já iniciará a execução do novo formato em escolas piloto em cada coordenadoria do Estado.

Em Vilhena, a instituição escolhida foi a Álvares de Azevedo, ainda não é a inserção plena do projeto, apenas uma ampliação da carga horária. “As mudanças contribuirão com o projeto de vida, ao chegar no ensino médio possuirão uma base e poderão traçar metas para sua vida”.

TRANSPORTE ESCOLAR

Outra novidade apresentada por Fátima, é que neste ano haverá a inserção do 9º ano regular na escola Marechal Rondon, com duas turmas, uma pela manhã e outra à tarde.

E mais, devido a localidade e ausência de escolas do outro lado da BR serão disponibilizados transporte para os bairros Nova União, Maria Moura e Barão III. Ainda não foram demarcados os pontos de ônibus e em breve será divulgado. “A preocupação maior é com os alunos que precisam atravessar a BR, além de proporcionar um maior contato com ensino em tempo integral”.

A educadora finaliza enfatizando que podem esperar uma gestão de parcerias e alinhamento para que seja oferecido o que há de melhor aos alunos. “Gostaria também de agradecer primeiramente a Deus, a vida, a oportunidade concedida, a equipe da escola Luís Carlos, ao secretário e o governador do Estado de Rondônia pela oportunidade”.

Segurança 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO