Estamos em guerra 728×90

 

O corpo de Laysa Pereira Tavares Ceruti, de 28 anos, que morreu atropelada na tarde deste sábado, 18, após prestar socorro a um motoqueiro que havia se envolvido em um acidente com uma caminhonete no Km 20 da BR 364, próximo ao Rio Piracolina, em Vilhena, será velado a partir das 21h00 na capela mortuária. O sepultado acontece na manhã deste domingo, 19, no cemitério Cristo Rei.

Informação extraoficial dá conta que a vítima teria tido um mal súbito e desmaiado na pista, com isso, o carreteiro não conseguiu parar a tempo e acabou por atropelar a jovem que sofreu morte instantânea.

Contudo, somente o laudo oficial da perícia deverá apontar com exatidão a dinâmica do acidente.

O empresário Darci Ceruti, pai de Laysa, se manifestou em rede social sobre a partida precoce de sua filha.

>>>>>>Leia abaixo:

“Dizem que é contra a natureza que um filho parta antes dos pais; que um pai enterre um filho. E eu entendo esse sentimento, e sei bem quanto custa, quanto dói. Minha filha Laysa que dor estou sentindo neste momento, não tenho palavras para expressar. Que Deus te receba e te acolha num bom lugar. Você estará eternamente em meu coração. Saudades eternas”!

 

Estamos em guerra 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO