Segurança 728×90

 

Os flagrantes aconteceram durante fiscalizações realizadas na capital do Estado e nas cidades de Ariquemes e Vilhena; um dos veículos havia sido roubado há 2 dias.

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) recuperaram, entre às 13h30 de domingo, 19, e a madrugada desta segunda-feira, 20, quatro veículos roubados. As ocorrências policiais foram registradas na capital rondoniense e nas cidades de Ariquemes (RO) e Vilhena (RO).

O primeiro flagrante aconteceu em Vilhena, no km 1 da BR-364, quando, no início da tarde de domingo, uma equipe da PRF abordou um caminhão. Ao efetuarem consultas nos sistemas, os policiais notaram que o semirreboque possuía registro de roubo.

Já em Porto Velho (RO), por volta das 14h20, policiais rodoviários federais desconfiaram de um indivíduo que empurrava uma moto na Rua da Beira (próximo ao km 709 da BR-364). Ao perceber que seria abordado, o homem, de 18 anos, tentou abandonar o veículo e fugir, mas foi alcançado e preso pela equipe. A motocicleta tinha sido roubada há 2 dias.

Cerca de meia hora depois, outra guarnição da PRF recuperou mais uma moto roubada depois de uma fiscalização realizada no km 515 da BR-364, em Ariquemes. O motociclista flagrado afirmou que era mecânico e, desconhecendo a procedência do veículo, havia recebido a moto como forma de pagamento de um serviço realizado.

Por fim, na madrugada desta segunda (20), agentes da PRF recuperaram, em Vilhena, um carro clonado. Durante a fiscalização, feita às 3h10 no km 1 da BR-364, os policiais verificaram indícios de falsidade no documento do veículo (CRLV) e, ao efetuarem consultas, constaram a existência da restrição de roubo/furto. O motorista afirmou ter comprado o automóvel por 20 mil reais, já sabendo de sua origem ilícita.

Segurança 468×60
dengue 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO