Estamos em guerra 728×90
Prédio do Poder Leguslatuvo foi denominado de Palácio Catarino Cardoso dos Santos / Foto: Divulgação

Conhecida como “A Capital do Café”, o município de Cacoal se destaca positivamente pelo diversificado setor turístico, além de outras áreas, mas cai no descrédito quando o assunto é representatividade política.

É o caso da Câmara de Vereadores, que, ao invés de demonstrar seriedade com a coisa pública, usa e abusa de forma indiscriminada do dinheiro que tem à disposição para diárias dos seus membros.

É o que revela levantamento feito pelo Extra de Rondônia através do Portal da Transparência, site que apresenta à população os gastos públicos.

Conforme o Portal, foram exatos R$ 197.842,68 gastos pelos parlamentares e servidores em 2019. O dinheiro, legalmente à disposição dos edis, foi utilizado em diárias para viagens a diversas partes do país.

Os destinos incluem, além de Porto Velho, a capital federal (Brasília), e Estados como São Paulo, Sergipe e Minas Gerais.

Dos atuais 12 vereadores, o ranking da gastança foi liderado por Wilson Teim (PRB). Ele consumiu ao longo do ano R$ 27.048,00.

A última viagem do parlamentar aconteceu entre 03 e 05 de dezembro de 2019 e o destino foi Porto Velho. Foram usadas duas diárias no valor total de R$ 736,00.

Na justificativa, alegou cumpriria agenda com o deputado estadual Cirone Deiró, a fim de solicitar destinação de emenda para a realização do festival de música, e estaria no gabinete do deputado Alex Silva para solicitar emenda para aquisição de kits pedagógicos para séries iniciais e atender a comunidade carente de Cacoal, entre outros.

Ele também esteve em Brasília entre os dias 04 e 08 de novembro e usou para tal finalidade 4.5 diárias, o que representa R$ 3.312,00.

Na segunda colocação dos gastadores está Euzébio Brizon (MDB) com R$ 20.608,00. Na última viagem, entre 25 e 29 de novembro, ele usou quatro diárias no valor total de R$ 2.944,00 para se deslocar até Brasília.

Alegou que cumpriria agenda com autoridades federais no Congresso Nacional a fim de cobrar recursos e emendas parlamentares, como pavimentação de ruas e avenidas da cidade de Cacoal, compra de duas retroescavadeiras, um caminhão caçamba e uma pá-carregadeira, entre outras benfeitorias.

Consecutivamente, a terceira colocação no ranking é ocupada pela vereadora Maria Aparecida Simões (PR), que gastou R$ 20.240,00 em diárias.

Consta no Portal da Transparência que a última viagem da parlamentar aconteceu entre os dias 16 a 19 de dezembro, tendo como destino a cidade de Porto Velho e gastando o valor total de R$ 1.104,00.

Em sua justificativa, afirmou que as diárias eram para cobrir despesas de deslocamento para cumprir agenda de reuniões na Caixa Econômica Federal, referente ao condomínio para servidores do município, além de manter diálogo com técnicos da Sejus para tratar sobre termo de cooperação para os reeducando e solicitação de ampliação do aeroporto junto ao superintendente do DER.

O Extra de Rondônia deixa espaço à disposição dos parlamentares para eventuais esclarecimentos.

Cacoal tem 12 parlamentares / Foto: Divulgação

>>> VEJA, ABAIXO, OS VALORES GASTOS EM DIÁRIAS POR CADA VEREADOR EM 2019:

 

1 – Wilson Teim (PRB) – R$ 27.048,00

2- Euzébio Brizon (MDB) – R$ 20,608,00

3 – Maria Simões (PR)  – R$ 20.240,00

4 – Mário Angelino “Jabá” Moreira (PRP) – R$ 15.088,00

5-  Valdecir Aparecido Nunes “goleiro” (PTB) – R$ 13.800,00

6 – Pedro Henrique Rabelo (MDB) – R$ 12.328,00

7- Valdomiro Corá (PV) – R$ 12,144,00

8 – Claudemar Littig “Mão” (PDT) – R$ 11.776,00

9 – Rogerinho Soares Chagas (MDB) – R$ 8.832,00

10 – Nilton Cesar da Mata (Solidariedade) – R$ 8.096,00

11  – Claudinei Carlos Ribeiro “Castelinho” (PSB) – R$ 6.440,00

12 – Paulinho do Cinema (Partido Progressista)  – R$ 5.520,00

Portal da Transparência revela que o gasto total em 2019 com diárias quase chega aos r$ 200 mil / Foto: Extra de Rondônia
Estamos em guerra 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO