Corona 728×90
Vídeo, em que radialista entrevista idosa, circula nas redes sociais / Foto: Divulgação

Num vídeo de 2 minutos e 30 segundos, que circula nas redes sociais, a dona de casa identificada como Neide, reclama da suposta negligência do prefeito de Vilhena, Eduardo Japonês (PV), na apuração de um caso considerado por ela importante na administração pública.

A moradora, em entrevista ao radialista Júlio César Silva, desabafou contra o mandatário municipal por eventual constrangimento sofrido na última semana quando ela e seu esposo retornam de Porto Velho num veículo da prefeitura.

Ela disse que seu esposo acabara de passar por uma cirurgia no olho e seu estado é delicado.

Conta que, por sofrer de fobia, recusou-se a colocar o cinto de segurança. Esse foi o motivo dela e seu esposo serem deixado no posto de fiscalização da Polícia Rodoviária Federal, na BR-364.

Nesse momento, indignados com a situação, o casal de idosos disse que, quando chegassem na cidade de Vilhena, resolveriam o caso indo falar com o prefeito. Nesse momento, segundo Neide, a esposa do motorista do veículo respondeu que “não adiantava ir no prefeito, que ele não manda em nada”.

Porém, ao chegar na prefeitura, a idosa disse que constatou uma desagradável situação: “Sou eleitora dele, gosto dele, fui atrás para ver se ele resolvia, mas o prefeito disse que não resolvia mesmo e não pode fazer nada com esse motorista. E o risco de vida que meu esposo correu devido à cirurgia? O que eu queria é um entendimento, uma orientação. É como seu eu não fosse nada; me senti um lixo, uma barata tonta, sem saber a onde ir com meu esposo. Isso tem que mudar. Se Japonês não consegue dá conta, que entregue”, disse, indignada.

O site deixa espaço à disposição para eventuais esclarecimentos da prefeitura. Veja o vídeo abaixo:

https://

Corona 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO