Estamos em guerra 728×90
Entrada da cidade de Cabixi, na região sul de Rondônia / Foto: Divulgação

O promotor de justiça Thiago Gontijo Ferreira, determinou o arquivamento da denúncia feita contra o vereador Donizete Nunes da Silva, por suposto uso de veículo oficial para fins particulares no município de Cabixi.

Conforme a denúncia, o parlamentar, que é servidor público municipal efetivo na função de enfermeiro, teria utilizado o veículo pertencente à Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), para se deslocar até Porto Velho, a fim de levar uma pessoa para realizar cirurgia em hospital particular.

O caso foi levado à tona pelo Extra de Rondônia em setembro de 2019 após instauração de Inquérito Civil Público Difusos e Coletivos (leia AQUI).

No arquivamento determinado em 29 de janeiro, o promotor explicou que nos documentos apresentados pelas autoridades locais, consta o encaminhamento emitido por médica da Unidade de Saúde de Cabixi para o Hospital João Paulo II, em Porto Velho e, conforme o controle de veículo, este foi conduzido pelo motorista, de nome Gilmar Rose.

“Assim, verificou-se que a versão do denunciante restou isolada nos autos e em contraponto aos demais elementos, sendo insuficiente para imputar alguma irregularidade ou ato de improbidade administrativa em desfavor do servidor em questão. (…) In casu, não se verificou que a conduta praticada se amolda a algum tipo da Lei de Improbidade, bem como não houve comprovação de alguma medida irregular adotada pelo servidor. Desse modo, não resta alternativa que não seja o arquivamento do presente feito”, argumentou Ferreira.

 

 

Estamos em guerra 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO