Estamos em guerra 728×90

 

Samuel Costa / Foto: Divulgação

Após a divulgação de que o empresário da rede de lojas Havan estaria em Porto Velho no próximo dia 06 de março, para ser ouvido em um processo que move contra o pré-candidato a prefeito Samuel Costa, o jornalista emitiu uma nota dando seu parecer em relação a ação judicial que irá enfrentar.

O processo em questão é de crimes de calúnia, injúria e difamação nas redes sociais por parte de Samuel Costa contra o empresário. Confira a nota na integra.

NOTA

Não fui surpreendido pelo processo movido contra mim pelo empresário Luciano Hang. Isso faz parte do jogo ideológico que movimenta e alimenta a polarização entre os dois campos políticos. A perseguição sistemática e violenta que ele faz ao PT e à Lula é bem mais agressiva do que o fato do qual me acusa.

A judicialização é a tática utilizada por ele, com o objetivo de constranger com o seu poderio econômico. Ainda crer que a justiça está a serviço de quem tem mais e, pior, acha que que a justiça está disponível para atender suas demandas e caprichos.

Em relação ao essencial, a luta política, não vamos retroceder. Continuaremos a defender nossas convicções, nossos projetos e o modelo de governo em que acreditamos.

E, no fórum adequado, vamos apresentar nossa defesa, de forma robusta e demonstrar quem deve o quê.  Aos amigos, gratidão pelo apoio que recebo de todos e todas.

Estamos em guerra 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO