quarta-feira, 25 de novembro de 2020.

Documentos confidenciais do governo federal apontam registros de OVNIs na região de Porto Velho e Vilhena

Por Rondôniadinâmica em 19/02/2020 - 16:02
Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

 

Fotos: Reprodução

O professor universitário Vinícius Miguel enviou ao Rondônia Dinâmica, exclusivamente, documentos do governo federal que compõem vasto acervo de pesquisa do docente acerca do Estado.

Embora não tenha revelado o tema nem o porquê do cotejamento de informações, Miguel encaminhou dados que demonstram, de maneira categórica, registros de possíveis visualizações de Objetos Voadores Não Identificados (OVNIs)  em regiões próximas a Porto Velho, inclusive, e mencionam também Vilhena, no Cone Sul.

Os três exemplares variam entre os anos de 89 a 2014, portanto com apontamentos que ultrapassaram a marca dos 30 anos de computação.

DOCUMENTO 01:

Traz, logo no cabeçalho, a nomenclatura “Reservado”. O documento é do Comando da Aeronáutica e aponta, em  seguida, que determinada aeronave detectou objetivo desconhecido no ar. Isso teria gerado um conflito TCAS/ACAS. O TCAS é um pequeno conjunto de equipamentos eletrônicos de bordo que constitui um sistema de segurança de voo. É incorporado às aeronaves com o objetivo de evitar colisões aéreas com outras aeronaves.

DOCUMENTO 02:

Documento preenchido à mão, datado de 1989, e com a marca “Confidencial” imposta tanto no cabeçalho de cada uma das duas páginas quanto no rodapé de ambas. O observador do possível OVNI aponta Porto Velho e relata que este teria pasado “abaixo da aeronave”. Também cita “quatro bolas de fogo” e a cor alaranjada para descrever o que vira à ocasião.

DOCUMENTO 03:

Por fim, há registro do Serviço Regional de Proteção ao Voo de Manaus, de maio de 1990, indicando que Wilson Volver Fermaier teria avistado a queda de um OVNI entre 40 a 50 km de Vilhena. De acordo com os registros, um policial chegou próximo ao local, mas não conseguiu prosseguir porque a mata era de “difícil penetração”. O tenente, no entanto, confirmou a informação com moradores próximos à região.

 

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO
estamos em guerra 2 – 728×90
covid 728×90