Segurança 728×90
Major Amarante, principal avenida da cidade de Vilhena / Foto: Extra de Rondônia

O Governo de Rondônia deve flexibilizar normativa para que o comércio volte a funcionar em todo o Estado.

Reunião deve decidir o destino dessa situação, que terá algumas restrições, principalmente, com o isolamento de pessoas consideradas no grupo de risco.

Um áudio de Hugo Araújo, presidente da associação comercial de Ji-Paraná, circula nas redes sociais explicando os motivos da medida que visa reverter essa sensação de pânico causado pelo confinamento.

De acordo com fontes do Extra de Rondônia, o decreto deve sair até amanhã e irá se sobrepor a qualquer Decreto municipal, de forma que os prefeitos deverão cumprir a orientação estadual, pois a ideia do Governo do Estado é voltar a rotina normal da vida no Estado, mesmo que com algumas limitações pontuais por um período.

Poderá ter algumas dilações de prazos para pagamentos de impostos estaduais, porém, será para atividades específicas, e que certamente o setor frigorífico não será abrangido, mesmo porque continuou em atividade durante a decretação de estado de atenção devido ao Covid-19;

Espaços com aglomerações maiores, como shoppings, escolas, deverá ter alguma restrição a voltarem a funcionar por agora, mas que será analisado a sequência na semana seguinte;

A ideia do setor produtivo e acompanhada pelo Governo do Estado é que as empresas possam manter os compromissos e os empregos, gerando renda ao Estado e cumprindo com o papel social junto aos seus colaboradores.

A ideia agradou o empresário Gilson de Souza Vieira, que aprovou a medida. Para ele, isso vai evitar a intenção de empresários de tentar fazer demissões de funcionários.

Ele também mostrou-se otimista em função do resultado do exame negativo de coronavírus do 1º caso suspeito em Vilhena, divulgado na manhã desta quarta-feira, 25 (leia mais AQUI).

 

 

Segurança 468×60
dengue 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO