Data de 18 de junho passou a ser conhecida como o “Dia do Orgulho Autista” / Foto: Ilustrativa

Desde 2005 a data de 18 de junho passou a ser conhecida e comemorada como o “Dia do Orgulho Autista”. Diferentemente de muitas festas, que é a de celebração, essa tem outra finalidade: a conscientização.

De acordo com o Governo Federal, o objetivo do “Dia do Orgulho Autista” é mudar a visão negativa dos meios de comunicação quanto ao autismo, e também da sociedade em geral, passando o autismo de “doença” para “diferença”. Assegurar que as pessoas com autismo não são doentes, mas sim que elas possuem algumas características próprias que lhes trazem desafios e recompensas únicas, é a essência da comemoração.

E esse é um dos grandes desafios que os pais de autistas encontram diariamente. Por isso, em Colorado do Oeste, quando uma mãe recebeu o diagnóstico de Transtorno do Espectro Autista (TEA) de sua filha, resolveu unir outras mães por um grupo de WhatsApp. Assim, aos poucos, elas começaram a se reunir e a falar sobre o seu cotidiano, dificuldades e conquistas. E, então, nasceu a Associação de Pais e Amigos do Autista de Colorado do Oeste (AMA Cone Sul).

Com o tempo elas perceberam a necessidade de algo mais organizado, pois viam a necessidade de atendimentos especializados no município, que até então não existiam, como a terapia ocupacional.

Atualmente, a associação possui 43 autistas diagnosticados e com o suporte deles, porém, acreditam que Colorado tenha um número muito maior e que ainda chegarão por lá. Isso porque mesmo com apenas um ano de existência, essas mães buscam o melhor para seus filhos e os feitos da AMA Cone Sul têm se espalhado.

Inclusive, elas ressaltam que o diagnóstico tardio é um dos grandes enfrentamentos que boa parte dos familiares tem pela frente e também é a base de todo o processo, que dá direito ao tratamento correto, aos direitos, ao apoio escolar e aos medicamentos. E a cidade, até então, era muito precária nesse sentido. Com a associação, hoje há um terapeuta ocupacional, fonoaudióloga e uma psicóloga, alguns deles em parcerias com a Prefeitura Municipal, por exemplo.

DIA DO ORGULHO AUTISTA

Pensando nas diversas vezes que ouviram “Nem parece autista”, entretanto, os pais sabem o quanto demora e custa para chegarem a um diagnóstico e terem uma intervenção correta para que eles comecem a se desenvolver, por isso o dia 18 de junho é uma data muito especial.

Inclusive, nas rodas de conversa promovidas pela AMA Cone Sul e também em parceria com o projeto “Juntos pela Inclusão Social”, da Defensora Pública Flávia Albaine, de Colorado do Oeste, a data é bastante frisada nessa questão de reafirmação e aceitação do autismo, porque ela faz parte da personalidade da pessoa.

Sendo assim, nesse dia os protagonistas são os autistas, dizendo o que eles pensam e sentem, independentemente das dificuldades decorrentes do TEA e dos graus de cada um.

E, com isso, percebendo que eles podem ter direitos, que eles podem ser respeitados e ouvidos, esse orgulho passa a fazer com que eles se aceitem mais, que é o grande objetivo da data.

Banner oficial / Foto: Divulgação

https://

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO