Estamos em guerra 728×90
Adilson Carvalho se manifestou via redes sociais / Foto: Extra de Rondônia

Um morador identificado por Adilson Carvalho Nunes, residente na Linha 7 km 7,5 Rumo escondido, publicou um vídeo nas redes sociais tecendo críticas contra autoridades municipais do setor de saúde pública.

Adilson disse que fez o vídeo para mostrar que o teste que fizeram na sua filha, de 28 anos, no hospital municipal de Cabixi, era um falso positivo.

Eles refizeram o exame numa clínica particular e o resultado foi negativo.

“Sempre fiquei com um pé atrás sobre esse resultado. Pagamos para ela fazer exame particular e em momento nenhum ela teve covid-19. Posso provar”, disse.

Ele chamou de irresponsabilidade a ação de representantes do hospital pela divulgação do caso que foi feito “com tanta rapidez”.

Garante que sua família ficou constrangida e exigiu que a prefeitura retire seus nomes da lista de “curados”, já que nunca foram contaminados pelo vírus.

“O hospital, antes de divulgar, deveria ter feito o reteste para ter uma comprovação garantida. Mas não foi o que fizeram. Acho que a intenção era constranger a gente porque ficamos constrangidos com toda essa história. O que aconteceu foi uma irresponsabilidade tanto do hospital quanto dos médicos”, reclamou.

Adilson disse ainda que “se a gente tivesse contraído esse vírus, a forma como eles tratam, a gente morre porque batia o psicológico”. E finalizou: “Então, só para deixar bem claro: não tivemos contato com o vírus”.

>>> VEJA O VÍDEO ABAIXO:

https://

 

 

 

Estamos em guerra 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO