Estamos em guerra 728×90

 

Foto: Assessoria/PRF

Na tarde de sexta-feira, 3, por volta das 17h40, a equipe do GPT da Polícia Rodoviária Federal estavam realizando um comando na BR 174 próximo ao km 30 quando decidiu abordar o veículo Lifan X60, cor branca, ocupada por dois homens.

Após abordados e quando questionados, o condutor informou que mora em Juína-MT, e estava em trânsito para Vilhena, indo buscar o filho na rodoviária da cidade vindo no ônibus de Ouro Preto do Oeste.

No prosseguimento da entrevista, a equipe questionou se havia algum ilícito dentro do veículo ou arma de fogo, foi quando o passageiro do veículo prontamente respondeu que possuía uma pistola e estava embaixo do assento do banco traseiro, então os policiais indagaram se tinha o registro da arma de fogo, e ele declarou que o registro teria ficado em seu escritório em Juína.

A equipe então ao elevar o assento do banco traseiro encontrou uma pistola da fabricante Taurus modelo PT-58 no calibre .380, alimentada com um carregador com 14 munições intactas. Em consulta, a arma está registrada em nome de outra pessoa.

O passageiro não apresentou documento que autoriza o porte de arma. Indagado sobre a propriedade do armamento, ele afirmou que estava em processo de negociação para a compra da arma e que o proprietário da pistola seria seu cliente.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao passageiro, enquadrado em tese por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, Art. 14 da lei 10826/2003, e conduzido ILESO até a UNISP (Unidade Integrada de Segurança Pública) de Vilhena para os demais procedimentos.

Estamos em guerra 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO