Estamos em guerra 728×90

 

Eduardo Japonês, Fábio Gehlen e Luizinho Goebel / Foto: Divulgação

O deputado estadual, Luizinho Goebel (PV) esteve nesta semana juntamente com o prefeito de Vilhena, Eduardo Japonês (PV) visitando a NSA Metais, empresa vilhenense localizada no Setor 06, que há mais de 30 anos trabalha com reciclagem de metais.

Na empresa, o parlamentar foi recepcionado pelo gerente executivo, Fábio Gehlen, que mostrou o trabalho desenvolvido pelo empreendimento que vem se destacando no Estado de Rondônia. Empresa recolhe sucatas, funde o alumínio das latinhas e transforma o metal em matéria-prima para a indústria

“Hoje estamos visitando a indústria Gehlen, que vem gerando centenas de empregos em Rondônia. Na companhia do prefeito Eduardo Japonês, viemos ouvir as demandas. E, com certeza graças a uma parceria do governo estadual e municipal estaremos trazendo a possibilidade da empresa receber incentivo fiscal para estimular a atividade econômica, gerando ainda mais empregos e renda para nosso Estado”, destacou ele.

Para o prefeito de Vilhena, Eduardo Tsuru, com  união do Estado, município e da própria empresa, inúmeras famílias serão beneficiadas na cidade. Atualmente, a empresa gera mais de 110 empregos diretos e, ainda, conta com o envolvimento de mais de mil famílias que lidam diretamente com a reciclagem.

Conforme o gerente executivo, Fábio Gehlen, a empresa está implementando um novo processo de desenvolvimento: a industrialização da matéria-prima para produzir uma mercadoria que será posta à venda. Dessa forma, Rondônia deixará de vender matéria-prima para ter produtos industrializados. Assim, será possível triplicar a contratação de mão de obra e gerar mais renda.

Estamos em guerra 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO