Crimes aconteceram na última quinta-feira / Foto: Acervo Extra

Mais quatro casos de estelionato foram registrados junto a Unidade Integrada de Segurança Pública de Vilhena (Unisp) na última quinta-feira 06.

O primeiro foi de S.R.S., 48 anos, que ao ir sacar a terceira parcela de seu auxilio emergencial no valor de R$ 600,00 descobriu que alguém o utilizou em uma compra no “Mercpago”, no estabelecimento comercial “Caroline”. A vítima afirma não ter realizado a compra e nem ter autorizado ninguém a fazê-la.

O segundo caso é de L.A.T.S., 51 anos, que comprou uma casa pelo valor de R$ 25 mil em Vilhena de um homem identificado apenas por Marcelo. Por residir em Joinville (SC) realizou a transferência na conta de Valquíria Martins de Paula.

O suposto vendedor enviou fotos do contrato assinado e reconhecido por firma e se comprometeu em mandá-lo via Correios, porém ao depositar a quantia o vendedor desapareceu.

Desconfiado do vendedor, a vítima veio até Vilhena e descobriu que o proprietário era de Comodo (MT). Em conversa com o dono do imóvel, a vítima descobriu que o suposto vendedor havia entrado em contato com o proprietário também para falar sobre a venda da casa, mas ao comparar as fotos e áudios notaram que se tratava de pessoas diferentes envolvidas no golpe.

O terceiro registro foi de W.G.R., 32 anos, que adquiriu um consórcio de veículos da empresa Jeferson D.G.Lourenção Representações no valor de R$ 45 mil e 157 parcelas de R$ 279,00.

Segundo a vítima a empresa prometia facilidades na contemplação em até cinco meses. Com isso, adquiriu uma cota por R$ 1980,00, após três meses não recebeu nenhum boleto da empresa e percebeu que havia caído no “Golpe do Consórcio”.

O quarto caso foi de S.S.S., 22 anos, que negociou via internet a compra de um Iphone 11 e um Smartwatch Apple por R$ 3.826,29. Após negociações com a empresa Eletrônicos Battiston, a vítima realizou uma TED. Em seguida recebeu um código de rastreio da encomenda e ao pesquisar descobriu que se tratava de um golpe. A vítima tentou contato com o suposto vendedor, porém ele havia bloqueado seu contato.

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO