Mauro Nazif / Foto: Divulgação

Na quinta-feira 20, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou a manutenção do veto presidencial que congela salários de servidores federais, estaduais e municipais que atuam na linha de frente contra à covid – 19, até o fim de 2021, por 316 votos a favor do veto e 165 contra. O deputado federal Mauro Nazif (PSB – RO) votou contra a manutenção.

“O veto presidencial congela salários, progressões funcionais, gratificações e contratação de funcionários, fica tudo prejudicado. É uma injustiça gigantesca com os servidores que estão no combate ao coronavírus. São categorias que estão trabalhando diretamente no enfrentamento à doença no país, como os profissionais de saúde, segurança pública, educação pública, limpeza urbana, serviços funerários e assistência social. Não podemos aceitar que justamente os heróis, os profissionais que estão no dia a dia trabalhando o dobro, sejam prejudicados. É lamentável!”, ressaltou Nazif.

Mauro Nazif destaca também que na primeira apreciação da matéria na Câmara, ela foi aprovada por unanimidade dos parlamentares e questiona: “Agora, estranhamente, essa grande maioria votou contra, por que será?”.

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO