Estamos em guerra 728×90
Município de Costa Marques / Foto: Divulgação

O deputado federal Lucio Mosquini (MDB-RO) participou nesta terça-feira, 22 de setembro, de uma reunião com o presidente da república Jair Bolsonaro onde solicitou a elaboração de um tratado internacional que visa implantação de uma balsa para realizar travessia entre o Brasil e Bolívia.

Mosquini já havia participado no Ministério das Relações Exteriores de uma audiência, que contou com a participação do Embaixador da Bolívia, Wilfredo Rojo, a intenção é construir um tratado internacional para viabilizar à criação de portos fronteiriços para a operação de balsas e travessia no Rio Guaporé entre o Município de Costa Marques, no Estado de Rondônia, e Puerto Ustarez, Município de San Joaquín, no Departamento do Beni.

Em 2016, Mosquini acompanhado do deputado Lebrão esteve na Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ), realizando formalmente um pedido de concessão, que foi deferido favoravelmente agora.

Para que haja legalidade na travessia entre os dois países é necessário a criação de um tratado internacional. Mosquini apresentou ao presidente Jair Bolsonaro a pretensão que o estado de Rondônia tem em legalizar essa travessia.

O projeto tem por finalidade valorar o potencial de integração e desenvolvimento socioeconômico da região do Vale do Guaporé.

Para o Congressista, é preciso legalizar e viabilizar um corredor de integração econômico-comercial, cultural e turística interligando as cidades de Costa Marques, em Rondônia, e San Joaquín/Trinidad, no Departamento de Beni.

A interligação de Rondônia e Beni por meio da regularização de uma travessia internacional de balsa entre a BR429 e Puerto Ustarez (Ruta 9) abrirá uma gama de oportunidades de negócios entre as regiões fronteiriças, reduzindo o custo de transporte, facilitando o intercâmbio cultural e turístico, além de permitir o acesso brasileiro aos portos no Oceano Pacífico em Arica, no Chile e Illo, no Peru.

O deputado disse que a reunião foi muito produtiva e que o Presidente viu com bons olhos o pedido e ficou de analisar.

Estamos em guerra 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO